Tamanho do texto

A Índia está entre os países em que o modelo vai estar disponível a partir do ano que vem.

Eletrificação do Honda City mostra início da tecnologia em carros mais baratos para o futuro
Renato Maia/iG
Eletrificação do Honda City mostra início da tecnologia em carros mais baratos para o futuro

Conforme o site indiano Livemint, a nova geração do sedã Honda City vai contar com uma versão híbrida que vai começar a ser vendida a partir do ano que vem. O carro não será plug-in e vai utilizar a tecnologia mais em conta disponível atualmente quando o assunto é motor a combustão funcionando em conjunto com outro elétrico. Isso para chegar a um preço que continue competitivo.

LEIA MAIS: Audi terá 18 lançamentos em 2019, incluindo a nova geração do A3

De acordo com o que sabe até agora, o mais provável é que o novo Honda City híbrido seja equipado com motor 1.5 que trabalha em conjunto com mais dois elétricos, de pequeno porte. Em alguns mercados, o sedã compacto também pode vir com o novo 1.0 turbo, de três cilindros, com duplo comando no válvulas no cabeçote com variador de fase entre os recursos.

LEIA MAIS: Nova pícape da Ford chegará em breve para concorrer com a Fiat Toro

Ainda não há mais detalhes sobre o novo sedã da marca japonesa, mas o visual do modelo deverá se basear nas linhas adotadas no Accord atual, com ampla grade frontal e faróis com LED no lugar de lâmpadas convencionais. Dessa vez, o carro contará com controle eletrônico de estabilidade, item que será obrigatório em novos projetos a partir de 2020 e em todos os carros vendidos no Brasil a partir de 2022.

Antes do Honda City, o Fit também muda

Feito na mesma plataforma do Honda City, o Fit também está prestes a chegar à quarta geração
Divulgação
Feito na mesma plataforma do Honda City, o Fit também está prestes a chegar à quarta geração

Não será apenas o Honda City que terá nova geração. Antes dele, o Fit novo será apresentado em setembro, segundo a revista japonesa BestCar. O carro começará a ser vendido a partir de 2020 no Japão, maior e mais sofisticado que o atual. Entre outras novidades, o carro contará, enfim, com motor 1.0 turbo e versão híbrida, capaz de fazer 34 km/l de gasolina.

LEIA MAIS: Nova geração do Golf é vista sem camuflagem na Alemanha

Ao incorporar alguns sistemas do Civic, o novo Fit contará com itens como sistemas de auxílio ao motorista: controle de cruzeiro adaptativo, assistente de permanência em faixa, aviso de colisão frontal e sistema de frenagem de emergência.

No Brasil, é provável que o novo Honda Fit seja apresentado no Salão do Automóvel de 2020, no São Paulo Expo. Até lá, quando o mercado já estiver mais familiarizado com modelos elétricos e híbridos, é possível que a marca passe a oferecer um Fit híbrido no Brasil, pelo menos em uma versão, assim como acontecerá com o Toyota Corolla, que começa a ser vendido no final de 2019, e o Honda City .

Fonte:  Livemint