Tamanho do texto

Executivo da marca na Austrália diz que o projeto precisa ser de interesse global para receber aprovação. Contará com versões a gasolina e diesel

Kia Telluride arrow-options
Newspress
Picape média da Kia poderá ter linhas baseadas no SUV Telluride mostrado em janeiro durante o Salão de Detroit (EUA)

A Kia já iniciou a etapa de projetos para uma nova picape média na mesma categoria de Chevrolet S10, Ford Ranger e Toyota Hilux ao mercado australiano, informa o site americano Cars Guide. O chefe de operações da marca no país, Damien Meredith, confirmou à publicação que o projeto incluirá versões de cabine simples e dupla, e provavelmente será um carro global.

LEIA MAIS: Jeep não terá SUV menor que o Renegade no Brasil, diz executivo

Outra fonte ligada ao grupo coreano que também inclui a Hyundai contou ao Cars Guide que o novo produto “precisa ser de interesse internacional para receber aprovação”. Dessa forma, podemos imaginar que a nova picape da Kia poderá aparecer em outros continentes, mas ainda é cedo para cravar se viria ao Brasil. Ela também não terá sua estrutura compartilhada com a compacta Santa Cruz .

LEIA MAIS: VW Tarok: nova picape deverá ser fabricada na Argentina em breve

Meredith antecipou à publicação que a Kia pretende assegurar 10% do mercado de picapes médias na Austrália com opções a gasolina e turbodiesel. Um conceito também deverá ser apresentado no segundo semestre de 2020, com mais informações sobre o que está por vir.

Hyundai também se move

Hyundai Santa Cruz arrow-options
Divulgação
Hyundai Santa Cruz será a nova picape intermediária da marca coreana. Ainda não é certa para o Brasil

No início do ano, foi confirmada a fabricação da nova picape intermediária da Hyundai nos Estados Unidos. Baseada no conceito Santa Cruz de 2015, será vendida na mesma categoria de Fiat Toro e Renault Duster Oroch, abaixo dos modelos médios.

LEIA MAIS: Hyundai Santa Cruz tem produção confirmada nos Estados Unidos

Executivos americanos confirmam que o modelo da Hyundai será vendido exclusivamente no arranjo cabine dupla, com capacidade para levar até 5 passageiro, e caçamba que poderá ser equipada com extensores, trilhos, ganchos de amarração e outros. Quanto à sua mecânica, se as decisões não mudarem para quando virar modelo de produção, seguirá com o 2.0 turbodiesel de 190 cv (que não deverá ser oferecido fora da América do Norte), além de 1.6 turbo com 204 cv ou a 2.4 aspirado de 185 cv, ambos a gasolina.

Fonte: Cars Guide