VW Jetta é imaginado com os faróis dianteiros do Passat 2020, modelo que deixou de ser vendido no Brasil com a alta do dólar
Kleber Silva
VW Jetta é imaginado com os faróis dianteiros do Passat 2020, modelo que deixou de ser vendido no Brasil com a alta do dólar

A Volkswagen prepara a reestilização do Jetta , sedã médio fabricado no México para abastecer todo o continente americano. Enquanto o modelo não aparece em imagens oficiais, o  designer Kleber Silva elaborou uma projeção em que o Jetta ganha algumas características do Passat 2020.

A projeção mostra um Jetta muito mais recatado e focado na elegância. O modelo atual tem faróis estreitos e uma grade protuberante para acrescentar características mais esportivas, mas o conjunto se mostra conservador na arte.

Mais detalhes do Jetta e outras novidades da VW

Elevação no fim da traseira dá características de
Kleber Silva
Elevação no fim da traseira dá características de "fastback" ao sedã médio, que terá apenas novos detalhes no desenho

O terceiro volume do Jetta imaginado pelo designer Kleber Silva ganha uma nova protuberância ao fim do porta-malas. Dessa forma, o sedã médio ganha forma de “fastback”. O teto pintado de preto também contribui para uma "vibe" mais esportiva.

O Jetta reestilizado dificilmente terá alguma novidade abaixo do capô. Podemos esperar pelo mesmo 1.4 turbo de 150 cv de potência e 25 kgfm de torque nas versões convencionais e o desejado 2.0 turbo de 230 cv e 35,5 kgfm de torque no modelo GLI. Em ambos os casos, o câmbio automático é de seis marchas.

O sedã VW Jetta continuará sendo fabricado no México, onde também será feito o  SUV VW Taos para o mercado norte-americano. Pelo menos por lá, tanto o SUV quanto o sedã deverão passar a serem equipados com novo motor 1.5 turbo, de quatro cilindros, que já vem na oitava geração do  VW Golf na Europa.

No Brasil, a versão renovada do VW Jetta deverá desembarcar apenas no segundo semestre do ano que vem, quando o novo Golf também tem chances de chegar ao País, mas em volumes bem menores do que anteriormente e apenas nas versões esportivas GTE (híbrido) e GTI, uma vez que o segmento de hatches médios se transformou em um nicho de mercado no País.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários