Tamanho do texto

Duas versões com apelo esportivo se encontram numa briga para ver qual transmite mais emoção ao volante sem custar muito

Fiat Argo HGT e VW Up! Pepper: versões esportivas que não pesam demais no bolso  e garantem certa emoção
Caue Lira/iG
Fiat Argo HGT e VW Up! Pepper: versões esportivas que não pesam demais no bolso e garantem certa emoção

Não é preciso gastar muito para ter um carro esperto na garagem.Prova disso são os dois hatches que aparecem na foto acima: Fiat Argo HGT (R$ 64.600) e VW Up! Pepper TSI (R$ 57.900). O primeiro tem entre os principais destaques a lista recheada de equipamentos e o espaço interno. Já o rival da marca alemã consegue reunir o melhor de dois mundos, o bom desempenho com economia de combustível com um conjunto bem acertado.

LEIA MAIS: Fiat Argo x Hyundai HB20:  hatches compactos e populares, "pero no mucho"

 No dia a dia, acelerar o VW Up! Pepper foi um pouco mais empolgante que o recém-chegado Fiat Argo HGT, que apesar do apelo da novidade nos transmitiu uma sensação de dejà vu . Sim, não por acaso, lembrou bastante o descontinuado Punto Sporting 1.8 em vários aspectos. Tanto a parte estrutural quanto o conjunto mecânico quase não mudaram no novo modelo. O motor 1.8 não é dos mais modernos. Tem potência específica de 79,6 cv/litro ante os 105,1 cv/litro do rival, cujo 1.0 turbo, de três cilindros, é um exemplo de eficiência a ser seguido.

Traseira de ambos os modelos vêm com detalhes pintados de preto brilhante e máscaras nas lanternas e defletores de ar
Caue Lira/iG
Traseira de ambos os modelos vêm com detalhes pintados de preto brilhante e máscaras nas lanternas e defletores de ar

 Como quem busca por uma versão com apelo esportivo espera agilidade em qualquer situação entre os pontos fortes mais importantes, o Volkswagen acaba sendo mais interessante que o Fiat. Apesar de não ser tão equipado quanto o concorrente transmite mais prazer ao dirigir, é bem mais econômico e, de quebra, R$ 6.700 mais em conta. O Volkswagen também é um pouco mais apertado por dentro e tem porta-malas ligeiramente menor que o do Fiat. Mesmo assim, o Up! apimentado sai com uma vitória apertada nesse comparativo de esportivos que cabem no bolso, já que mostra um conjunto mais bem acertado e eficiente que o do rival. Só faltou um conjunto de rodas e pneus mais adequados à proposta esportiva do VW, que veio com quatro Champiro 185/60R 15.

 Entretanto, acelere e troque as marchas pelo câmbio manual do VW Up! Pepper e comece a notar o quanto o hatch da marca alemã tem mais precisão nos comandos. Seja pelos engates, pela resposta dos freios e do acelerador, ou ainda pela direção mais comunicativa, que transmite o que se passa entre os pneus e o chão. Com torque específico mais favorável (57,8 kg/kgfm ante 64,4 kg/kgfm), o Volkswagen se mostra mais ágil nas retomadas, o que acaba levando a ultrapassagens seguras, apesar do motor bem menor do que o Fiat. Com 800 cc de cilindrada e um cilindro a mais, o HGT, por sua vez, tem uma vantagem quase imperceptível na aceleração de 0 a 100 km/h, com a marca de 9,2 segundos, ante 9,5 s do Pepper. A maior diferença entre os dois fica por conta da máxima, maior no Argo (192 km/h ante 181 km/h).

LEIA MAIS: Fiat Argo 1.3 Drive trava briga acirrada com Chevrolet Onix 1.4 LTZ

 A leveza e a rigidez da estrutura do Up! favorecem a agilidade nas curvas, com menor transferência de peso de um lado para o outro, o que contribui com menor risco de acontecerem desvios de trajetória. São 971 kg do VW ante 1.243 do Fiat, que tem como mérito apenas o controle eletrônico de estabilidade entre os equipamentos de série, o que a Volkswagen não oferece nem como opcional no Up!. Logo, antes de atingir o limite de aderência, o hatch da marca alemã se sai melhor, mostrando mais equilíbrio em qualquer situação, inclusive nas frenagens.

 E o golpe de misericórdia do VW Up! fica por conta da questão do consumo. Em se tratando de versões com apelo esportivo, esse quesito não seria tão importante. Mas o modelo da marca alemã consegue reunior o melhor de dos mundos, com bom desempenho gastando pouco. De acordo com os números do Inmetro, consegue fazer 14,1 kml na cidade e 16 km/l na estrada, com apenas gasolina no tanque, ante 11,4 km/l e 13,3 km/l do Argo, respectivamente. Como é possível notar, a diferença é considerável.

E dá-lhe equipamentos

Interior do VW Up! Pepper vem com volante revestido de couro com costuras vermelhas entre os destaques
Divulgação/Volkswagen
Interior do VW Up! Pepper vem com volante revestido de couro com costuras vermelhas entre os destaques

 Depois que o Up! foi renovado evoluiu bastante por dentro, mas há que se reconhecer que o Argo se sai melhor neste quesito. O Volkswagen vem com volante parecido com o do Golf, revestido de couro e costuras vermelhas. Há também mostradores visíveis e comandos bem localizados. Mas o Argo se mostra mais sofisticado. Já começa com a central multimídia com tela sensível ao toque, de alta resolução e com funcionamento rápido, uma das melhores disponíveis atualmente, bem melhor que o simples sistema da Volkswagen, que também precisa de comandos mais intuitivos.

LEIA MAIS: Fiat Argo vale mesmo a pena? Veja motivos para comprar ou não

No Argo, o ar-condicionado tem regulagem digital (de meio em meio grau) e o cluster conta com tela central colorida que exibe uma infinidade de informações, inclusive se os pneus estão bem calibrados. Além disso, os pedais são de alumínio, existe apoio de braço central, entrada USB extra para quem vai sentado no banco traseiro, câmera de ré e, entre outros equipamentos, sistema stop/start que desliga o motor quando o carro está parado, tornando a ligá-lo automaticamente assim que o pedal de freio deixar de ser acionado. Bom também é que o Fiat tem um pouco mais de espaço interno, com 10 centímetros a mais de entre-eixos (2,52 m do Argo ante 2,42 m do Up!). E porta-malas de 300 litros, ante 285 l do VW.

Mais sofisticado, o Fiat Argo HGT conta com central multimídia de última geração, ar-condicional e tela colorida no painel de instrumentos
Divulgação/Fiat-Chrysler Automóveis
Mais sofisticado, o Fiat Argo HGT conta com central multimídia de última geração, ar-condicional e tela colorida no painel de instrumentos

De um lado o Fiat Argo, carregado e equipamentos, com estilo arrojado, mas com acerto de motor, câmbio e estrutura que não condiz com o visual. E do outro, o VW Up!, mais modesto,  mas com um conjunto mais bem acertado, o que inclui uma parte estrutural leve e rígida que funciona com a mecânica moderna e eficiente. Estamos num comparativo que esportivos, em que o prazer ao dirigir é o fator mais relevante. Portanto, nesse aspecto o Volkswagen se sai melhor.



Ficha Técnica - Fiat Argo HGT 1.8

Preço: a partir de R$ 64.600

Motor:  1.8, quatro cilindros, flex

Potência:  139 cv (E) / 72 cv (G) a 5.750 rpm

Torque:  19,3 kgfm (E) / 18,8 kgfm (G) a 3.750 rpm

Transmissão:  manual, cinco marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus: 195/55 R16

Dimensões: 4,00 m (comprimento) / 1,75 m (largura) / 1,51 m (altura), 2,52 m (entre-eixos)

Tanque: 48 litros

Porta-malas: 300 litros 

Consumo etanol: 7,8 km/l (cidade) / 9,2 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 11,4 km/l (cidade) / 13,3 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 9,2 segundos 

Velocidade máxima: 192 km/h

Ficha Técnica - VW Up! Pepper TSI

Preço: a partir de R$ 57.900

Motor:  1.0, três cilindros, turbo, flex

Potência:  105 cv (E) / 101 cv (G) a 5.000 rpm

Torque:  16,8 kgfm a 1.500 rpm

Transmissão:  Manual, cinco marchas, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios:  Discos ventilados (dianteiros) / Tambores (traseiros)

Pneus:  185/60 R15

Dimensões: 3,69 m (comprimento) / 1,65 m (largura) / 1,50 m (altura), 2,42 m (entre-eixos)

Tanque: 50 litros

Porta-malas: 285 litros 

Consumo etanol: 9,6 km/l (cidade) / 11,1 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 14,1 km/l (cidade) / 16 km/l (estrada)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.