Tamanho do texto

Versão mais em conta agora passa a ser vendida apenas com câmbio automático e recheada de equipamentos. Parte de R$ 91.790

VW Golf 1.0 TSI ficou mais equipado na linha 2019 e se tornou um dos modelos mais atraentes do segmento
Carlos Guimarães/ iG
VW Golf 1.0 TSI ficou mais equipado na linha 2019 e se tornou um dos modelos mais atraentes do segmento

É sempre bom lembrar que o terreno de hatches médios está cada vez menos fértil, principalmente no Brasil. A participação nas vendas vem caindo mês a mês. E de acordo com os números da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos) atingiu meros 0,6% do total em junho. Com isso, na linha 2019 do VW Golf 1.0 TSI, o carro recebeu algumas mudanças para ficar mais atraente.

LEIA MAIS: Precisamos falar sobre o Golf. Confira na coluna República do Automóvel

No caso da versão mais em conta do VW Golf 1.0 TSI , o hatch médio subiu de nível, com mais equipamentos de série e encontrado apenas com câmbio automático de seis marchas, com opção de trocas sequenciais na própria alavanca ou pelas hastes atrás do volante, entre vários outros itens, como sensores nos para-choques para facilitar as manobras de estacionamento, câmera de ré e monitoramento da pressão os pneus.

Portanto, esqueça as primeiras unidades do Golf 1.0 TSI vendidas no Brasil, que podiam vir só com câmbio manual e uma lista de equipamentos mais modesta. O problema é que o preço subiu bastante. No início do ano passado, o carro tinha preço sugerido de R$ 77. 247, ante R$ 91.790 hoje, o que representa um aumento de nada desprezíveis R$ 14.543. Em contrapartida, pelo menos para os mais desavisados,ficou quase impossível convencer que o Golf Comfortline da linha 2019 é um carro equipado com motor 1.0, o que até há pouco tempo era sinônimo apenas nos modelos chamados “populares”.

Com as rodas de aro 17, com acabamento diamantado, oferecidas como opcional (R$ 2.450) e teto- solar elétrico (R$ 4.850), o hatch beira os R$ 100 mil. Pois é, um carro 1.0 com esse valor? Nem cogite a deixar esse tipo de pergunta passar pela sua cabeça. O Golf Comforline da linha 2019 não é nada barato, mas tem qualidades de sobra e uma delas é a eficiência em conciliar bom desempenho com economia de combustível. Com o câmbio automático, também ganhou conforto, sem deixar a agilidade de lado.

Anda bem e gasta pouco

Por dentro, a central multimídia com tela sensível ao toque é um dos principais destaques do modelo médio da marca alemã
Divulgação
Por dentro, a central multimídia com tela sensível ao toque é um dos principais destaques do modelo médio da marca alemã

De acordo com os números da fabricante, com o motor 1.0 de 128 cv, o hatch com câmbio automático de seis marchas pode acelerar de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos e atingir 192 km/h, nada mau, não? Mas o mais surpreendente é o quanto que o carro consegue ser econômico. Conforme os dados do Inmetro, com gasolina, o consume urbano é de 11,4 km/l e 8 km/l com etanol, números que passam para 14,2 km/l e 10,2 km/, respectivamente, na cidade.

LEIA MAIS: VW Golf R preparado por senhor de 75 anos entrega 600 cv de potência

O acerto do conjunto mecânico agrada em vários aspectos. Já começa com a harmonia de funcionamento entre o motor 1,0, turbo, de surpreendentes 128 cv com apenas etanol no tanque com a caixa de seis marchas com relações bem escalonadas. Basta acelerar que logo vem a resposta, mostrando boa agilidade. E isso foi conseguido graças a uma série de recursos como variador de fase nos comandos de válvulas nas fase de admissão e escape, materiais leves e resistentes e gerenciamento eletrônico de última geração.

Some-se a isso a sensação de segurança que o carro transmite o tempo todo, seja pela estrutura com boa rigidez torcional, pelos controles eletrônicos de estabilidade e tração ou por causa do bom isolamento acústico. Assim como antes, também vale a lembrança de que o Golf vem com 7 airbags de série e recebeu nota máxima nos testes de colisão do Latin NCAP. A suspensão bem acertada é outra qualidade do hatch médio da marca alemã, tanto em manter uma estabilidade irrepreensível nas curvas quanto em absorver as irregularidades do piso. Ponto positivo também para a direção leve e precisa bem como para o volante de tries raios com boa empunhadura.

Lanternas agora têm lâmpadas de LED no lugar das convencionais. Outra evolução da versão mais em conta do Golf
Carlos Guimarães/iG
Lanternas agora têm lâmpadas de LED no lugar das convencionais. Outra evolução da versão mais em conta do Golf

Nessa versão mais em conta do Golf, porém, os bancos poderiam ser um pouco mais confortáveis. São revestidos de tecido simples e ajustes adequados para o motorista, porém, faltou mais conforto. A visibilidade do Golf também faz parte das vantagens em relação aos dois principais rivais, o Focus e o Cruze Sport6.

Mas levando em conta o espaço interno, inclusive no porta-malas, os três se equivalem. São 313 litros do VW, ante 316 do Ford e 290 do GM. No caso do entre-eixos, os números são 2,63 m, 2,64 m e 2,70, respectivamente. Entretanto, o Golf tem a melhor central multimídia do trio de hatches médios que mais vendem no Brasil.

LEIA MAIS: Próxima geração do Volkswagen Golf começará a ser produzida em 2019

Além de ter funcionamento intuitivo, conta com rapidez, boa qualidade dos gráficos e fácil conectividade com qualquer tipo de celular. Bom também é que o carro vem com porta-objetos práticos e bem posicionados.

Conclusão

Apesar de ter mudado pouco na linha 2019, o VW Golf 1.0 TSI recebeu boas novidades e passou a ser um dos hatches médios mais interessantes do mercado atualmente, ainda mais levando em conta a questão do equilíbrio entre consumo e desempenho.

Ficha técnica

Preço: R$ 91.790

Motor:  1.0, três cilindros, turbo, flex

Potência:  128 cv (E) / 116 cv (G) a 5.500 rpm

Torque:  20,4 kgfm a 2.000 rpm

Transmissão: Automático, seis marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Independente, eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / discos sólidos (traseiros)

Pneus: 205/55 R16 

Dimensões: 4,26 m (comprimento) / 1,80 m (largura) / 1,47 m (altura), 2,63 m (entre-eixos)

Tanque: 50 litros

Porta-malas: 313 litros 

Consumo gasolina: 11,4 km/l (cidade) / 14,2 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 10,3 segundos 

Velocidade máxima: 192 km/h 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.