Tamanho do texto

Versão Highway, com motor 2.0 turbo, de 211 cavalos, vem com uma série de itens sofisticados e sai por R$ 270.900. Confira a avaliação no dia a dia

Merecedes-Benz GLC 250 Highway  vem kit visual da AMG, que inclui as rodas de aro 19, entre outros itens
Caue Lira/iG
Merecedes-Benz GLC 250 Highway vem kit visual da AMG, que inclui as rodas de aro 19, entre outros itens

Enquanto tentava deixar espaço para os motociclistas passarem à minha direita - sob muitas buzinadas - e continuava dirigindo um SUV de quase 1,90 metro de largura dentro da estreita faixa, fiquei me perguntando o que levaria alguém a comprar um carro tão grande para usar na cidade. Isso fez lembrar de uma coluna que havia lido há pouco tempo no site Dinheirama, onde um educador financeiro discorreu sobre automóveis e status. Foi ali que aprendi que, mais do que ser apaixonado por carros, o brasileiro é apaixonado pelo prestígio e o status de se ter um automóvel. Este Mercedes-Benz GLC 250 Highway era a prova cabal de que ele estava certo.

LEIA MAIS: Jaguar E-Pace 2.0: utilitário para quem curte acelerar

Grandalhão, elegante e luxuoso, o SUV da estrela de três pontas passa a sensação de imponência no trânsito. Imediatamente, um rapaz de vinte e cinco anos se torna um verdadeiro superstar, ainda que prefira andar de metrô e deixar o carro em casa nos dias de semana. De fato, o Mercedes-Benz GLC 250 chama muita atenção, ainda mais montado  em rodas de aro 19.

Este caráter robusto fica ainda mais claro nos detalhes externos. Fazia muito tempo que não andava em um carro com estribo, ainda que isso tenha servido bem para sujar a barra da calça nos dias de chuva. Muitos clientes, aliás, pedem para a oficina remover este aparato.

Assim como o novo Classe A e até mesmo alguns carros de Audi e Porsche, os faróis de neblina foram integrados aos faróis principais. Isso é facilmente explicado pela evolução da iluminação 100% em LED, composta por vários blocos de luz. Apesar da elegância, o GLC já clama por uma reestilização. Isso deverá acontecer em breve, uma vez que unidades camufladas foram vistas circulando em Stuttgart (Alemanha) desde o começo do ano.

LEIA MAIS: Volvo XC60 diesel: eficiência sueca. Confira mais detalhes na avaliação

Quando o modelo novo chegar, poderá vir com o sistema multimídia atualizado MBUX que já testamos no Classe A . Trata-se de um dos sistemas mais inteligentes disponíveis em um carro vendido no Brasil, mas este ainda não é o caso do GLC que mantém um sistema ultrapassado e pouco intuitivo. Sem tela sensível do toque, os comandos são feitos por meio de um joystick no formato de roleta no console central. Demora um tempo para acostumar, e conectar o celular ao Bluetooth do carro também pode ser confuso nas primeiras vezes.

Também senti falta de um cluster digital. No caso do GLC, temos apenas a tela do computador de bordo entre os marcadores de velocidade e contagiros. O volante multifuncional tem boa pegada e facilita bastante a navegação nos dois sistemas.

Espaço de sobra no Mercedes-Benz GLC 250


Mercedes-Benz GLC 250 ainda não recebeu o novo multimídia nem o cluster digital, o que ficará para a versão renovada
Divulgação
Mercedes-Benz GLC 250 ainda não recebeu o novo multimídia nem o cluster digital, o que ficará para a versão renovada

Eis um bom exemplo de carro grande para famílias grandes. O espaço traseiro do GLC é muito bom, graças aos 2,87 metros de entre-eixos. As crianças pequenas terão uma verdadeira sala de estar, e os adolescentes poderão até cruzar as pernas. Um teto-solar panorâmico poderia deixar essa experiência ainda mais agradável, mas infelizmente, o Mercedão não conta com este recurso. Algo não muito perdoável em um SUV que custa mais de R$ 270 mil. Ao menos, os 550 litros de porta-malas agradam.

O motor 2.0 turbo faz um ótimo trabalho ao puxar este grandalhão de 1.735 kg. Nem dá para acreditar que ele entrega apenas 211 cv de potência a 5.500 rpm e 35,7 kgfm a 1.200. Gerenciando este conjunto, temos o bem acertado câmbio automático de nove marchas, que distribui a tração nas quatro rodas. Bem escalonado, o GLC é capaz de extrair bons números de consumo, aferindo 8,5 km/l na cidade e 11 km/l na estrada, conforme o Inmetro.

LEIA MAIS: Porsche Macan GTS: esportivo de verdade, que nem se parece com um SUV

Conclusão

O bom Mercedes-Benz GLC 250 mostra que é bem mais macio que o rígido Audi Q5, ainda que seu rival das quatro argolas seja mais conectado. Não importa a sua escolha, você terá dificuldades para arrumar uma vaga adequada ao estacionar. Esteja preparado para ser espremido entre seu novo SUV e o carro ao lado. Vale lembrar, também, que o GLC vai receber mudanças em breve. 

Ficha técnica

Mercedes-Benz GLC 250 Highway 

Preço: R$ 270.900 
Motor: 2.0, turbo, gasolina, 16V, duplo comando 
Potência combinada: 211 cv a 5.500 rpm  
Torque: 35,7 kgfm a 1.200 rpm 
Transmissão: automático, 9 marchas, tração integral  
Suspensão: McPherson (dianteira), braços sobrepostos (traseira)  
Freios: discos ventilados (dianteira e traseira)
Porta-malas: 550 litros  
Dimensões: 4,67 m (comprimento), 1,89 m (largura), 1,64 m (altura), 2,87 m (entre-eixos)  
Consumo: 8,5 km/l na cidade e 11 km/l na estrada  
0 a 100 km/h: 7,3 segundos  
Vel. máx: 222 km/h