Tamanho do texto

Trio de hatches com apelo aventureiro mostra que é alternativa mais em conta para quem não pode pagar por SUV de verdade

Ka FreeStyle, Argo Trekking e Onix Activ
Cauê Lira/iG Carros
O recém-lançado Fiat Argo Trekking tem um belo visual, mas é mais simples do que deveria na comparação com os rivais

Com os preços dos carros nas alturas, há que se encontrar alterativas. Além dos modelos seminovos, pode-se substituir certo tipo de modelo por outro parecido. É o caso dos hatches com apelo aventureiro, segmento que tem recebido atenção das fabricantes ultimamente por custarem menos que os SUVs, dos quais têm algumas das características.

 LEIA MAIS: Fiat Argo Trekking: aventureiro vai bem na terra. Veja as primeiras impressões

A altura livre do solo mais alta é uma delas. Outra é o visual que procura chegar próximo de um jipinho, bem como barras na capota, anteparos nos para-choques, proteções emborrachadas nos para-lamas, entre outros itens, como detalhes exclusivos no interior e, em alguns casos, pneus de uso misto (terra/asfalto).

Assim são os três modelos desse comparativo, com destaque para o recém-lançado Fiat Argo Trekking 1.3 (R$ 63.080, com nível de equipamentos mais próximo dos concorrentes), que aceita o desafio de encarar os rivais Chevrolet Onix Activ 1.4 (R$ 62.290) e Ford Ka FreeStyle 1.5 (R$ 68.390, disponível apenas com câmbio automático e vários itens sofisticados).

 O novato Argo é o que mais agrada pela aparência.  A unidade avaliada veio pintada de cinza escuro, o que combinou bastante com os logos escurecidos, com as rodas grafite e as lanternas fumês. O capô com centro fosco (assim como nas versões Trailhawk dos modelos da Jeep) é outro item que chama atenção, bem como os pneus 205/60R 15 Pirelli ATR.

 LEIA MAIS: Ford Ka Freestyle traz modernidade e sofisticação aos compactos

Mas o Ka não fica muito atrás quando o assunto é estilo é acaba sendo o modelo mais sofisticado do trio, com uma boa margem de distância, daí o preço mais caro. Mas o Ford não é o que tem maior vão livre do solo. Conta com 18,8 cm, ante 21 cm do Fiat e meros 15 cm do GM. Porém, entre outras vantagens, o FreeStyle é o único dos três que conta com controles eletrônicos de estabilidade e tração e caixa automática, de seis marchas, com opção de trocas sequenciais.

No caso do Onix, que está prestes a mudar de geração, existem alguns itens exclusivos na parte do desenho, como painel de dois tons, bancos marrons com costura alaranjada, rodas pintadas de preto, entre outros. Mas, dos três, é o que tem menos espírito aventureiro e mais precisa de ajustes não apenas no conjunto mecânico,  mas de ergonomia.

O menor motor do trio é o do Fiat, com 1.3 litro de cilndrada, mas isso não significa que é o mais fraco. Mesmo com 100 cm3 a menos que o 1.4 do GM, consegue ser mais eficiente, pelo projeto mais moderno. Rende 109 cv e 14,2 kgfm de torque a 3.500 rpm, ante 106 cv e 13,9 a altos 4.800 rpm do Chevrolet. No dia a dia, nota-se que o Argo é mais agradável de guiar, pelo melhor posição de dirigir e por ter mais força em baixa rotação.

No Onix, o ponto H (base do assento) é mais alto e contrasta com o painel baixo, o que acaba levando a problemas de ergonomia. Para acessar a central multimídia é preciso desviar o olhar para baixo no GM, que vai mudar bastante na nova geração, prevista paraser lançada bem no final do ano.

LEIA MAIS:  Chevrolet Onix Activ surpreende pelo baixo consumo de combustível

E o Ka FreeStyle mostra porque é o mais caro dos três. Além de ser bem mais potente (chegando a 30 cv a mais que o Onix) é o mais confortável e seguro. Isso é notado com clareza logo ao sentar no banco do motorista, o mais aconchegante e caprichado. Também é mais fácil encontrar a posição de dirigir ideal no Ford, que tem vem até com uma prateleira no console central para levar o celular, além de duas entradas USB.

Acelere e o Ka deixará evidente que é o que tem mais fôlego, mesmo com câmbio automático, a única opção de caixa com motor o eficiente 1.5, de três cilindros, com duplo comando de válvulas e variador de fase na admissão e no escape. São 16,1 kgfm de torque, ante 14,2 do Fiat e 13,2 do GM. Traduzindo em números de desempenho das fabricantes, o Ka faz de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos, ante 10.5 s do Onix e 10,8 do Argo.

Indo para os dados de consumo do Inmetro, o Ford é o mais econômico com apenas gasolina no tanque, com 14,4 km/l na estrada e 11,9 km/l na cidade, ante 13,7 km/l e 12,2 km/l do GM e 13,1 km/l e 12,1 km/l do Fiat, que embora seja o mais belo, precisa de mais capricho tanto no acabamento quant no isolamento acústico.  Só não foi mais econômico, simplesmente, porque é o único dos três com apenas cinco marchas, ante seis dos rivais. Com uma marcha a menos, o nível de ruído também sobe. 

 LEIA MAIS: Renault Kwid Outsider: aventura interessante. Confira a avaliação

Na questão do espaço, porém, o Argo fica um pouco na frente pela capacidade do porta-malas (300 litros, contra 280 l do Onix e 257 l do Ka). Mas é compatível com o Onix na distância entre-eixos (2,52 m em ambos), o que influencia no que se tem de espaço para se acomodar no banco traseiro. Apesar de um pouco mais apertado, o Ford é o mais confortável, inclusive, pelo bom isolamento acústico.

Conclusão

Se quiser um hatch com apelo aventureiro, o mais recomendável é o Ford Ka FreeStyle, mesmo custando um pouco mais caro. Existe a versão 1.0, que tem preço sugerido de R$ 56.690 e nível de equipamentos compatível com a versão 1.5, mas troca o motor 1.5 pelo 1.0 e o câmbio automático pelo manual.

Dos três, de qualquer forma, o Ka FreeStyle é o que mais vale a pena. Depois vem o Fiat Argo, que fica devendo um pouco mais de refinamento, e o Chevrolet Onix em terceiro, prestes a ser substituído pela nova geração e que precisa de um conjunto mais bem acertado, inclusive quando o assunto é ergonomia.

Ficha técnica

Chevrolet Onix Activ 1.4 LTZ

Preço:  a partir de R$ 62.290 
Motor: 1.4, quatro cilindros, flex 
Potência: 106 cv a 6.000 rpm 
Torque: 13,9 kgfm a 4.600 rpm 
Transmissão: automática, seis velocidades 
Suspensão: independente McPherson (dianteira), eixo de torção (traseira) 
Freios: disco ventilado (dianteira), tambor (traseira) 
Pneus: 195/65 
Porta-malas: 280 litros 
Tanque: 54 litros 
Consumo: 7,9 km/l na cidade e 9,6 km/l na estrada (etanol), 11,7 km/l na cidade e 13,9 km/l na estrada (gasolina)

Ficha Técnica

Ford Ka Freestyle 1.5 

Preço: R$ 68.390

Motor: 1.5, três cilindros, flex 
Potência: 137 cv a 6.500 
Torque: 16,2 kgfm a 4.500 
Transmissão: automática, seis velocidades 
Suspensão: independente (dianteira), eixo de torção (traseira) 
Freios: disco ventilado (dianteira), tambor (traseira) 
Dimensões: 3,88 m (comprimento), 1,69 m (largura), 1,54 m (altura), 2,49 m (entre-eixos) 
Porta-malas: 257 litros 
Tanque: 52 litros 
0 a 100 km/h: 10,5 segundos 
Consumo: 8,3 km/l (cidade), 9,3 km/l (estrada) com etanol 
11,6 km/l (cidade) km/l e 13,4 km/l (estrada) com gaolina 

Ficha técnica

Fiat Argo Trekking 1.3

R$ a partir de R$ 59.990 (R$ 63.080 com câmera de ré e rodas de liga-leve)

M otor: 1.3, quatro cilindros, flex 
Potência: 109 cv (E) / 101 cv (G) a 6.250 rpm 
Torque: 14,2 kgfm (E) / 13,7 kgfm (G) a 3.500 rpm 
Transmissão: manual, cinco marchas , tração dianteira 
Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira) 
Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros) 
Pneus: 175/65 R14 
Dimensões: 3,99 m (comprimento) / 1,72 m (largura) / 1,50 m (altura), 2,52 m (entre-eixos) 
Tanque: 48 litros 
Porta-malas: 300 litros 
Consumo etanol: 9,2 km/l (cidade) / 10,2 km/l (estrada) 
Consumo gasolina: 12,9 km/l (cidade) / 14,3 km/l (estrada) 
0 a 100 km/h: 10,8 segundos 
Velocidade máxima: 184 km/h