Mercedes-Benz AMG EQE 53 é sedã com números de potência dignos de esportivos
Divulgação
Mercedes-Benz AMG EQE 53 é sedã com números de potência dignos de esportivos

Durante o lançamento do sedã elétrico EQE, a Mercedes-Benz confirmou que iria disponibilizar as tradicionais versões esportivas AMG, e agora, o EQE AMG foi lançado e com duas configurações de motores.

Os modelos elétricos Mercedes-Benz EQE 43 4MATIC e EQE 53 4MATIC+ são equipados sempre com dois motores e baterias de íon-lítio de 90.6 kWh mas na potência entregue.

Na versão 43, os propulsores elétricos cominam para 475 cv e 85 kgfm de torque, o suficiente para ir de 0 aos 100 km/h em 4.2 segundos. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 210 km/h e a autonomia fica entre 460 e 533 km segundo medição no ciclo WLTP.

A versão mais bruta é a EQE 53 4MATIC+ , que entrega 625 cv de potência e 95 kgfm de torque e alcança os 100 km/h em apenas 3.5 segundos, e a velocidade máxima é também limitada eletronicamente, mas aos 220 km/h. Nessa versão a autonomia é estimada entre 444 e 518 km.

Caso 625 cv não sejam o suficientes, a Mercedes oferece o pacote “AMG Dynamic Plus”, que acrescenta 61 cv de potência, eleva o torque para 101 kgfm, e o tempo de 0 a 100 é reduzido para 3.3 segundos.

Os modelos elétricos ainda incluem freios com discos de 378 mm ou 415 mm, esse último equipado com pastilhas de seis pistões.

Entretanto o que mais chama atenção nos Mercedes EQE AMG é o sistema de eixo traseiro esterçante, que move as rodas traseiras em velocidades de até 60 km/h para auxiliar o condutor em manobras. O modelo está disponível a partir de U$S 110 mil, ou R$ 587 mil em conversão direta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários