Em um mundo em que conectividade é uma das palavras de ordem, equipamento chega até ser decisivo na hora da compra do carro

Antes oferecidas apenas em carros sofisticados, entre os mais caros do mercado, as centrais multimídia se popularizaram de vez e agora se tornaram um dos itens obrigatórios em compactos de várias faixas de preço. Inclusive, passaram a ser um dos fatores determinantes dentro dos critérios de escolha para quem quer trocar de carro.

Não demorou para as fabricantes passarem a oferecer sistemas cada vez mais fáceis de serem conectados ao celular e que oferecem recursos como streaming de musícas, espelhamento compatível com sistemas Android e iOS, além de GPS e até TV digital, em alguns casos. Confira abaixo as cinco melhores centrais multimídia que encontramos em carros que custam até R$ 60 mil atualmente.

1 - Peugeot

Centra multimídia da Peugeot recebeu novo sistema bem mais eficiente na linha 2016
Divulgação
Centra multimídia da Peugeot recebeu novo sistema bem mais eficiente na linha 2016

 Um dos pontos positivos da central multimídia da Peugeot é que já vem de série em todas as versões do 208, que parte de R$ 50.290. Bem localizada, fica sempre ao alcance das mãos. Tem tela sensível ao toque, de 7 polegadas, com boa resolução, é fácil de ser usada e vem com  entradas USB e auxiliar. Permite espelhamento nos sistemas Android Auto e Apple Car Play.

LEIA MAIS: Ford Focus 2017 estreia central multimídia Sync 3 no Brasil

Como opcional, pode vir com Jukebox de 16 Gb para armazenagem de música e que também contra com GPS para acesso de mapas (Brasil, Argentina, Chile, Peru, Uruguai, Colômbia, Venezuela e Guiana Francesa), limites de velocidade em vias rápidas e pontos de interesse, entre outros. Nas versões GT e Griffe , faz parte do pacote integrado a central, a câmera traseira.

2 - Chevrolet

Nova geração da central multimídia Myllink tem como uma das vantagens poder funcionar com o OnStar
Divulgação
Nova geração da central multimídia Myllink tem como uma das vantagens poder funcionar com o OnStar

 A segunda geração da central multimídia MyLink fo lançada na linha 2017 do Cobalt, que chegou às lojas no final do ano passado. Agora passou a equipar quase toda a linha GM , com exeção da dupla Onix e Prisma Joy . Conta com boa resolucão de tela sensível ao toque e permite reorganizer ícones da página inicial.

Bom também é que as teclas de avançar e retroceder do multimídia foram deslocadas do visor para o painel externo do aparelho e o botão do volume passa a ser giratório, facilitando a operação. Ponto positivo também por funcionar em conjunto com o sistema OnStar , uma espécie de concierge e assistente pessoal.

LEIA MAIS: Os 10 interiores mais belos de 2016. Confira quais são eles

Além disso a porta USB permite conectar, por meio de um hub externo, dois dispositivos USB e um iPod, por exemplo, O aparelho possui ainda um sistema de segurança eletrônico para impedir furtos, ele só funciona no veículo em que foi primeiramente instalado e não pode ser usado em outro carro. Faz parte do pacote R7F, oferecido por R$ 1.400, no caso do Onix. Mas poderia estar melhor localizada.

3 - Renault

Sistema MídiaNAV Evolution tem boa relação entre custo e benefício e é fácil de ser manuseado
Divulgação
Sistema MídiaNAV Evolution tem boa relação entre custo e benefício e é fácil de ser manuseado


O MediaNav Evolution é um dos sistemas multimídia com uma das melhores relações custo-benefício do mercado. Sai por R$ 1.300 e já vem com GPS embutido e função Condução Eco, que dá nota para o modo de dirigir, ajudando na melhoria de consume de combustível. Além disso, funciona bem com qualquer tipo de celular e pode ser manuseada de maneira sempre fácil e intuitiva.

Mas, como custa pouco, a resolução da tela não é das melhores e os gráficos são um pouco grosseios. Além disso, tanto no caso de Sandero e Logan quanto no Duster , a central multimídia da Renault poderia ficar melhor localizada. 

 4- Nissan

Central Multi App já vem com alguns aplicativos instalados e funciona como se fosse um tablet
Divulgação
Central Multi App já vem com alguns aplicativos instalados e funciona como se fosse um tablet


Disponível a partir das versões SV e SL do March , como parte de um pacote opcional de cerca de R$ 1.000, a Multi-App, da Nissan funciona com tela sensível ao toque, de 6,2 polegadas. Parece mais um tablet, já com alguns aplicativos instalados, como Wage, Spotify e Skype. Além disso, há entradas auxiliar e USB e radio AM/FM.

LEIA MAIS: Novo Hyundai Tucson recebe novos detalhes no interior

Permite baixar mais aplicativos e transferir arquivos digitais ao disco rígido de 2GB no equipamento. Além disso, a central multimídia da Nissan pode ser conectada à internet por serviço contratado à parte, por meio do celular, usando pareamento via Wi-Fi. 

5 - Hyundai

Novo sistema multimídia da Hyundai tem algumas versões. Na mais sofisticada pode espelhar o celular e tem tela com boa resolução
Divulgação
Novo sistema multimídia da Hyundai tem algumas versões. Na mais sofisticada pode espelhar o celular e tem tela com boa resolução


Assim como a GM , a Hyundai também foi uma das marca pioneiras a oferecer boas centrais multimídia em modelos compactos no Brasil. Mas a melhor delas, a BlueMedia, não dee das mais em conta e não está disponível nas versões mais simples do HB20 . Sai por R$ 2.500.

Além de espelhar celulares Android e iOS, destaca-se pela boa resolução da tela e dos gráficos bem feito, além de ser fácil de operar e de ter boa velocidade de resposta aos toques na tela de sete polegadas. Bom também é que está bem localizada, assim como o modelo da Peugeot