Tamanho do texto

Será que todos serão realidade nas ruas?

As exposições de automóveis no mundo são uma vitrine para difundir os lançamentos de futuras gerações dos veículos. Nessas mostras internacionais são também apresentados os chamados carros-conceito que revelam design, cores da moda e os novos comportamentos de automóveis e picapes que vêm por aí. Agora, a tendência atual é fixar a ideia de que a eletrificação e condução autônoma de um veículo não precisam ser apenas uma questão de eficiência. 

LEIA MAIS: Conheça 10 tecnologias que fazem um carro ser "inteligente"

Apresentado como protótipo no ano passado, o Tesla Model 3 é um automóvel sedã de linhas elegantes da marca que revolucionou o setor automotivo
Divulgação
Apresentado como protótipo no ano passado, o Tesla Model 3 é um automóvel sedã de linhas elegantes da marca que revolucionou o setor automotivo

Há um enorme potencial de estilo e de desempenho para veículos elétricos, um fato que a Tesla capitalizou, e outras marcas estão seguindo o exemplo.  Falando em Tesla, a empresa anunciou para fins de 2018, o lançamento do seu novo veículo elétrico, o Model 3, e já começou a pré-venda por US$ 35 mil dólares. Apresentado como carro conceito (veículo de pré-produção), no ano passado, esse sedã de quatro portas promete ser o mais barato da marca que revolucionou o setor automotivo.

LEIA MAIS: Venda de picapes vai se transformar no Brasil

Genesis Essentia 

Agora no Salão de Nova York, que terminou na semana passada, a Genesis, divisão de carros de luxo da Hyundai, trouxe o seu conceito Essentia Grand Touring EV. O modelo é um veículo futurístico com carroceria  em fibra de carbono com um capô longo, uma linha de teto baixa e um interior sofisticado. Inclui faróis ópticos a laser.

Marca de luxo da Hyundai, a Genesis foi uma das sensações do Salão de Nova York com o Essentia GT, um carro-conceito futurístico e elétrico
Divulgação
Marca de luxo da Hyundai, a Genesis foi uma das sensações do Salão de Nova York com o Essentia GT, um carro-conceito futurístico e elétrico


O Essentia é totalmente elétrico. Tem uma bateria de alta capacidade e  estima-se que o carro vá de 0 a 100 km/h em apenas 3 segundos.

Em termos de tecnologia, o Essentia prevê o futuro da condução conectada. Irá permitir, por exemplo, que o carro mantenha o motorista atualizado com as condições meteorológicas e de tráfego. Ele vai recomendar rotas não apenas na eficiência ou velocidade, mas também na preferência do motorista.

O carro também pode ser adaptado a variadas condições como desempenho, posição do assento, áudio e configurações do chassi para combinar com o motorista e a estrada em particular. O sistema “Intelligent Assistance” permite operar com o controle por voz, incluindo para a conexão à distância diretamente do carro para funções dentro da casa, como abrir a garagem, a porta, desligar o alarme, acender a luz,  ligar o ar condicionado e a televisão.

O conceito Essentia traz um interior sofisticado onde predominam alta tecnologia embarcada e total inovação digital
Divulgação
O conceito Essentia traz um interior sofisticado onde predominam alta tecnologia embarcada e total inovação digital

No interior, o  Essentia  traz uma mistura de materiais diferentes, desde poltronas de couro chevron, fibra de carbono em camadas no painel e no console central e uma tela widescreen. Há também um painel de instrumentos digital para o motorista. 

LEIA MAIS: Carros autônomos vão dar certo? Confira!

Conceitos da Volkswagen

A partir de 2020, a Volkswagen lançará o I.D. (Identidade) Family, uma gama de veículos elétricos, em desenvolvimento, para longas distâncias de direção e com um design marcante.

Em março, a montadora alemã apresentou no Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça, o I.D. Concept Vizzion. Ele traz o design sedã da marca para os próximos anos. Baseado numa nova plataforma chamada MEB, o carro-conceito apresenta um sistema elétrico de tração nas quatro rodas que oferece 302 cavalos de potência e um alcance de até 441,5 quilômetros de autonomia.

Volkswagen exibiu o I.D. Concept Vizzion, em Genebra, com a nova tendência de design dos sedãs da marca, além da tecnologia de condução autônoma
Divulgação
Volkswagen exibiu o I.D. Concept Vizzion, em Genebra, com a nova tendência de design dos sedãs da marca, além da tecnologia de condução autônoma

O carro-conceito será dirigido de forma autônoma e operado por controle de voz ou gestos. Graças à inteligência artificial, será capaz de ajustar configurações para todos os ocupantes do veículo e usará a biometria para abrir portas do veículo.

Outros três carros-conceito dessa família também são o compacto I.D. e o utilitário esportivo I.D. CROZZ, estreando como modelos de produção em 2020, e a van I.D. BUZZ , uma nova Kombi que se tornará realidade em 2022. 

O conceito I.D.Buzz mostra a Kombi do futuro e traz uma lembrança da lendária van popular de passageiros e de carga, um sucesso mundial
Divulgação
O conceito I.D.Buzz mostra a Kombi do futuro e traz uma lembrança da lendária van popular de passageiros e de carga, um sucesso mundial


Conceito da Byton

Exibido no salão de tecnologia de Las Vegas, no início do ano, o carro-conceito Byton é  um veículo elétrico (EV) do tipo crossover. Ele foi criado por uma  startup que afirma que vai trazer para o mercado o primeiro “verdadeiro carro inteligente". Para ela, isso significa um carro em que os bytes são mais importantes - e uma melhor medida de conveniência - do que cavalos de potência. De fato, o nome Byton é a abreviação de "bytes sobre rodas". 

A startup Byton apresentou em Las Vegas, um crossover “inteligente”,no qual os bytes são mais importantes que a potência
Divulgação
A startup Byton apresentou em Las Vegas, um crossover “inteligente”,no qual os bytes são mais importantes que a potência

À medida que os carros se tornam mais informatizados, o conceito da Byton que ser uma progressão dessa lógica”. O painel de instrumentos tem uma enorme tela sensível ao toque, o que levou Byton a ressaltar a cabine como um  "salão digital". 

LEIA MAIS: Os melhores museus de automóveis no Brasil e no mundo

A startup Byton apresentou em Las Vegas, um crossover “inteligente”,no qual os bytes são mais importantes que a potência
Divulgação
A startup Byton apresentou em Las Vegas, um crossover “inteligente”,no qual os bytes são mais importantes que a potência

Mas o toque é apenas uma maneira de operá-lo. Gestos e comandos de voz são outras formas. O carro tem câmeras para reconhecer seus ocupantes e desbloquear as portas, ativar ajustes de assento, fornecer opções de música, além de vários toques pessoais. 

Conceito do passado

A discussão dos especialistas da indústria automotiva é sempre a mesma: quanto desses carros-conceito chegam a ser produzidos exatamente como são mostrados nos salões dos automóveis. É bem verdade que há alguns exageros de design e na praticidade de alguns desses veículos. Mas, não é de hoje que as empresas criam seus conceitos para “testarem” a preferência do consumidor e proporem uma visão antecipada de um futuro lançamento.

Em 1960, a Ford apresentava para o mundo um conceito de carro esportivo que quatro anos depois dava origem ao Mustang
Divulgação
Em 1960, a Ford apresentava para o mundo um conceito de carro esportivo que quatro anos depois dava origem ao Mustang

O Mustang é um bom exemplo. Um modelo conceitual, preservado até hoje, foi exibido pela Ford em 1960. Quatro anos depois, nascia o esportivo que agradou em cheio. Atualmente, entre as suas versões, há o Mustang Bullitt. Obviamente é um modelo bem diferente do que foi concebido 58 anos atrás.

No Salão de Detroit, no início do ano, o Mustang Bullitt foi lançado para o mercado norte-americano e mostra a evolução deste esportivo ao longo dos anos
Divulgação
No Salão de Detroit, no início do ano, o Mustang Bullitt foi lançado para o mercado norte-americano e mostra a evolução deste esportivo ao longo dos anos

E agora em quanto tempo toda a modernidade dos carros- conceito de nossos dias será implementada? Eu diria que nos tempos atuais tudo caminha mais rápido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.