Tamanho do texto

Primeiro filho do casamento entre Chery e o Grupo Caoa passa a ter caixa de quatro marchas entre as principais novidades

Chery Tiggo 2 com câmbio automático consegue ser mais em conta que todos os outros rivais do segmento
Cauê Lira/iG Carros
Chery Tiggo 2 com câmbio automático consegue ser mais em conta que todos os outros rivais do segmento

O Chery Tiggo 2 chega às concessionárias com câmbio automático, a partir de R$ 66.900, com preço da versão topo de linha de R$ 69.990. Com esses valores, o SUV feito em Jacareí (SP) fará frente ao JAC T40 CVT, bem como as versões mais em conta dos SUVs convencionais que são vendidos com câmbio manual.

LEIA MAIS: JAC T40 CVT atrai pelo preço, mas precisa evoluir

Enquanto seu rival da JAC Motors aposta em uma caixa continuamente variável, o Chery Tiggo 2 utilizará algo pouco usual nos dias de hoje: câmbio automático de apenas quatro marchas. Esta é a única diferença pontual do SUV da Caoa, equipado com o mesmo 1.5, de quatro cilindros, que desenvolve 115 cv e 14,9 kgfm de torque a 2.700 rpm. Vale lembrar que a JAC preparou um novo conjunto mecânico para o T40, compensando a perda de potência do câmbio automático, que inclui motor 1.6, a gasolina, de 138 cv.

LEIA MAIS: Jeep Renegade Custom Diesel: um SUV sem frescuras

Assim como o Tiggo manual, a versão automática de quatro marchas estará disponível em duas versões: Look e Act. Ambas vêm de série com ar-condicionado, vidros e travas elétricas nas quatro portas, computador de bordo, direção hidráulica e espelhos laterais com ajuste elétrico. Já versão topo de linha Act adiciona bancos de couro e tecido, central multimídia Chery I-Connect com tela de 7 polegadas sensível ao toque com conectividade Apple CarPlay e Android Auto, que pode fazer o pareamento do Waze.

LEIA MAIS: Porsche Panamera e-Hybrid faz 18 km/l na cidade. Veja a avaliação

Além disso, o SUV compacto da marca chinesa na versão topo de linha Act conta com teto solar, câmera de ré, volante multifuncional revestido de couro, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, roda de liga leve de 16 polegadas e ancoragem Isofix para cadeirinhas infantis. Seu único opcional é o teto na cor preta, que custa R$ 1.500.

Dimensões

O novo SUV montado em Jacarei (SP) tem 4,20 metros de comprimento, 2,55 m de entre-eixos, 1,76 m de largura e 1,57 m de altura. Ante o rival direto JAC T40, que tem 4,13 m de comprimento e 1,75 m de entre-eixos, o Chery Tiggo 2 tem uma carroceria maior, com porta-malas de 420 litros.

LEIA MAIS: Mitsubishi ASX 2.0 revela robustez por trás de projeto maduro

Este é o primeiro “filho” do casamento entre a Chery e a Caoa. O grupo é dono de 51% das operações da marca chinesa no Brasil desde o fim do ano passado. O Grupo Caoa projeta uma participação de 0,6% no mercado brasileiro até o fim do ano, patamar que deverá subir para 1,5% em 2019 e atingir 2% no ano de 2020.

Além disso, a fabricante quer ter 30 novas lojas até dezembro, além das 25 que tem atualmente. Em relação ao Chery Tiggo 2 , a expectativa de vendas é de 8 mil unidades até o fim do ano. Conforme a Caoa, três novos SUVs da Chery serão lançados nos próximos anos, entre os quais dos modelos Tiggo 5 e Tiggo 7. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.