Tamanho do texto

É capaz de chegar aos 240 km/h no ar e atingir uma altitude de 4.500 metros. Produção está confirmada, mas ficará limitada em apenas 20 unidades

Os carros voadores têm sido um dos grandes focos da mídia automotiva nos últimos tempos. Mas e as motos? A maior parte das motos voadoras, chamadas também de "moto-drones", são usadas mais frequentemente em patrulhamentos e resgates. Entretanto, num futuro próximo, poderemos começar a ver uma ou outra dominando os céus. A moto voadora Jetpack Speeder — modelo que começou a ser vendida nos Estados Unidos por R$ 1,5 milhão (conversão direta) antes mesmo de ficar pronta — pode ser a primeira delas.

LEIA MAIS: Moto elétrica traz celulares da Samsung no lugar de retrovisores

Feita por uma empresa americana especialista em "jetpacks" — mochilas a jato para fazer uma pessoa voar — a moto voadora também traz esses propulsores para levantar voo. A impulsão do Speeder é feita por motores a jato e geram movimento em duas direções, apenas. Até existem outras tecnologias aplicadas a outras motos voadoras — como o modelo já utilizado pela polícia de Dubai, que utilizarem hélices — mas tal como fazem estes veículos, uma incerteza ainda “paira” sobre os seus projetos.

undefined
Divulgação
A Speeder é a primeira moto Voadora a ser vendida do mundo. Será que no futuro veremos várias delas?

Não se sabe ainda como serão as motos voadoras quando (em caso de) se tornarem produtos vendidos em massa. Terão rodas? Serão híbridas? Voarão e andarão pelas estradas? Além disso, não está claro quais serão as regulamentações para que esses veículos possam trafegar. No caso do modelo da Jetpack, por exemplo, o piloto terá que passar por treinamento e ter habilitação especial, tal como os carros voadores que já foram criados.

LEIA MAIS: Harley-Davidson faz estréia de motocicleta elétrica na feira CES 2019

Mesmo que até o momento existam apenas projeções de como será o comportamento da novidade em pleno voo, é a primeira a estar em pré-venda. Com uma produção limitada em apenas 20 unidades, terá velocidade máxima de 240 km/h e poderá chegar a 4.500 metros de altura.

Outras motos voadoras

undefined
Divulgação
Esta é a ideia francesa para a criação de motos voadoras: a Lazareh LMV 496. Mais detalhes nos próximos parágrafos

Enquanto isso, em Dubai já ocorrem outros testes, mais especificamente com o modelo russo Hoversurf S3. Pesando apenas 114 kg e equipada com um motor elétrico, a polícia de Dubai já usa para o monitoramento das ruas, com voos de até 5 metros de altura e a uma velocidade máxima de 96 km/h (limitada eletronicamente).

LEIA MAIS: Carro voador da Boeing faz primeiros testes nos Estados Unidos. Veja vídeo

O modelo faz a maior parte de seus movimentos de modo autônomo, ou seja, ele pode fazer pousos, decolagem e "ficar parado no ar". Quando assume o comando, o piloto utiliza um joystick para controlá-lo. Quando se pensa em perseguições policiais, imagina-se muita velocidade envolvida e uma busca por preservar o máximo de segurança, dentro do possível. Será que o modelo atenderá às expectativas?

Como observado nas fotos acima, os franceses estão desenvolvendo o Lazareh LMV 496. Criadores de motos artesanais de diversos tipos, apresentaram a outra visão futurista, que pode ser considerada por muitos a única moto voadora de verdade, porque tem rodas. Movida a energia elétrica, a motocicleta possui 1.300 cv e garante até 100 km de autonomia em solo, segundo a fabricante. Entretanto, ainda não se sabe a real capacidade do modelo voar livremente. Mas aí fica a pergunta: seria ela uma moto ou um quadriciclo?

LEIA MAIS: Primeiro carro voador começa a ser encomendado nos Estados Unidos

Outros cientistas, desta vez do Japão, já planejam começar as entregas de uma moto voadora em 2020. A empresa Ali pretende fabricar 100 unidades de seu modelo, que curiosamente também se chama Speeder. E por fim, temos uma parceria entre a BMW e a Lego, que com peças de uma R 1200 GS, criaram o conceito de uma moto voadora em tamanho real. O projeto ainda não foi capaz de se desgrudar do solo, mas já carrega todo um conceito visionário.