Tamanho do texto

Modelos leves e versáteis, com naked esportiva, big trail e elétricas na sequência, compõem plano de expansão da H-D para mercados emergentes

Harley-Davidson
Divulgação
Harley-Davidson de baixa cilindrada e outras chegarão para expandir a participação de mercado em mais países

A Harley-Davidson acaba de assinar um contrato com a fabricante chinesa Qianjiang para a produção de motos pequenas e acessíveis, com motores de baixa cilindrada e estilo naked, informa o site inglês Motorcycle News. 

Com possibilidade de vir ao Brasil, o objetivo dos novos modelos da Harley-Davidson é o de alcançar cada vez mais o público jovem, e deverá se concretizar com o desenvolvimento de uma nova linha de montagem específica para elas. O que a fabricante diz é que em 2020 veremos as novidades, que virão com novos motores: um de 338cc e outro de 975cc, para a variante esportiva.

LEIA MAIS: Honda Africa Twin pode ter motor menor em 2021 para ficar mais acessível

Inicialmente, o primeiro modelo asiático da Harley-Davidson seria disponibilizado na Índia, mas a montadora disse que a moto será vendida na China, antes de ser lançada em outras partes da Ásia. Enquanto isso, eles também estão em busca de modernizar a sua oferta principal, com modelos elétricos e mais conectividade a partir da Tourer e Cruiser .

LEIA MAIS: Segredo! Nova Ducati que vai concorrer com a Honda CB 1000R já está em testes

Como se não bastasse, outra novidade é que a marca lançará um total de 16 modelos na categoria de médio porte. No topo está a Pan America 1250, que dividirá espaço com as “colegas” Streetfighter 975, uma versão da Custom 1250, uma nova Scrambler, a tracker Flat e uma esportiva.

O motor é modular e compartilhado entre os diferentes modelos, variando em tamanho de 500cc a 1250cc, e a estrutura também, com possibilidade de desenvolver até três quadros. Todos os novos modelos serão entregues entre 2020 e 2022.

LEIA MAIS: Nova moto de entrada da Harley-Davidson será lançada em 2020

Destaque para a 250cc, anunciada anteriormente

Harley-Davidson
Divulgação
Harley-Davidson Street 500 deverá servir de base para o novo modelo de baixa cilindrada da marca americana

Entre os modelos mais cotados para a vinda ao Brasil, está a menor H-D que será produzida, com motor de 250cc. A novidade de 2020 poderá ser chamada de Street 250, e virá equipada com garfos dianteiros telescópicos e molas auxiliares na traseira para ajudar no trabalho dos amortecedores. Além disso, pode ser adotado um quadro de instrumentos parcialmente digital e linhas baseadas nas da Street 500.

LEIA MAIS: Triumph acaba de lançar a Speed Twin 1200, esportiva com estilo clássico

O motor de 250 cc, entretanto, deverá manter a tradicional configuração de dois cilindros em V, refrigerada a água, capaz de gerar algo em torno de 25 cv e 3 kgfm de torque. No sistema de transmissão, a H-D deverá adotar o câmbio de seis marchas. E na parte estrutural um dos destaques ficará por conta dos freios a disco com ABS.

Todas essas novidades fazem parte do plano de crescimento da marca nos países emergentes, intitulado "Mais Caminhos para Harley-Davidson ", segundo o presidente e CEO, Matthew S. Levatich.