Tamanho do texto

Modelo fica maior e mais eficiente e entrará na briga com VW T-Cross, Jeep Renegade, Hyundai Creta, Honda HR-V e companhia com mais apelo

Chevrolet Tracker na nova geracão mostrado no Salão de Xangai, na China
Newspress/Divulgação
Chevrolet Tracker da nova geração é mostrado pela primeira vez ao público no Salão de Xangai, na China

Uma das novidades que a GM apresenta no Salão de Xangai (China), entre os próximos dias 16 e 25, é a nova geração do Chevrolet Tracker, que será fabricada no Brasil a partir do ano que vem, como parte de uma nova família de modelos feitos em parceria com a SAIC, braço da marca americana no mercado chinês.

 LEIA MAIS: GM mostra teaser dos novos Tracker e Trailblazer, que estarão em Xangai

Na comparação com o Chevrolet Tracker atual o novo muda bastante. O carro ficou 2 cm maior com 4,27 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,60 m de altura e 2,57 m de entre-eixos. Como comparação, o modelo atual tem 4,25 m de comprimento e 2,55 m de entre-eixos. Curiosamente, o entre-eixos é menor do que o do novo Onix Sedan, que medirá 2,60 m.

O novo Chevrolet Tracker será feito com a mesma base que será usada em cinco tipos de carrocerias, com oito variações regionais. Todos os modelo seguirão a mesma linguagem de estilo, com linhas modernas e que dão certa esportividade, mas sem muito arrojo. No caso do SUV , as lanternas em posição elevada e as luz de neblina embutida no para-choque estão entre os detalhes que chamam atenção.

LEIA MAIS: Novos Onix, Prisma e Tracker nacional conseguirão manter a GM na liderança?

Traseira do Chevrolet Tracker da nova geração
Newspress/Divulgação
Traseira do Chevrolet Tracker mostra certo aspecto esportivo. Lanternas estão em posição elevada e há vincos na carroceria

 A frente vem com vincos no capô, faróis com luz diurna de LED contínuo, para-choque, ampla entrada de ar no para-choque dianteiro e alta linha de cintura. Para condizer com o aspecto esportivo, pelo menos uma das opções do conjunto mecânico devertá ser o motor 1.0 turbo, 115 cv, que a GM deverá fabricar em Joinville (SC), a partir do final deste ano.

 LEIA MAIS: Hyundai Creta quebra hegemonia  do rival Honda HR-V e lidera em 2018

A GM adiantou que o novo Tracker poderá vir também com câmbio automático de nove marchas ou CVT, pelo menos no mercado chinês. Outra novidade fica por conta da nova central multimídia com sistema eConnet 2.0 e tecnologia avançada de assistência ao dirigir, o que deve incluir alertas de mudanças indevidas de faixa ou se veículos passando pelo ponto cego, controle de velocidade adaptativo, frenagem de emergência, entre outros itens.

Antes do novo Chevrolet Tracker

Chevrolet Onix Sedan camuflado rodando na pista da GM
Divulgação
Chevrolet Onix Sedan roda ainda camuflado na pista da GM, no interior de São Paulo. Chega no segundo semestre

 No segundo semestre chega ao Brasil o primeiro modelo da nova família de carros da GM no País. Trata-se do Onix Sedan, que a reportagem de iG Carros teve a oportunidade de ver de perto, ainda camuflado. O carro ficou mais encorpado que o Prisma atual e vai se tornar um dos principais rivais do VW Virtus.

Ainda não foi possível ver como ser´å o interior do Onix Sedan, mas espera-se mais itens de segurança e tecnologias atuais, como os air bags laterais e de cortina, além dos controles de estabilidade e tração entre os equipamentos disponíveis.

LEIA MAIS: Chevrolet Tracker Midnight: como anda a versão descolada do SUV compacto

 De acordo com a fabricante, é possível que o carro receba algumas inovações, o que é propício levando em conta as trasformações do mercado e da forte concorrência no segmento de modelos compactos no Brasil. Junto com o novo Chevrolet Tracker, deverá ser um dos carros mais vendidos da GM.