Tamanho do texto

Esportivos ultraluxuosos mostram lado dos brasileiros multimilionários

Apesar da crise, o Brasil está cheio de endinheirados. A família Marinho, herdeira da Rede Globo, por exemplo, tem uma fortuna estimada em US$ 28,9 bilhões (R$ 111 bilhões em uma conversão simples). A segunda família mais rica do Brasil é a Safra, com US$ 20,1 bilhões em caixa. Com tanta grana, os valores que veremos abaixo se tornam quase irrelevantes. Em mais uma lista regada a luxo e esportividade, a reportagem do iG lista os cinco carros mais caros vendidos no Brasil, considerando apenas um modelo por fabricante. Confira a relação completa abaixo.

LEIA MAIS: Aceleramos Camaro e Mustang: o confronto histórico chega ao Brasil

5 - Mercedes-Benz AMG GT R - R$ 1,2 milhão

Mercedes-AMG GT R: superesportivo de sangue quente aparece entre os carros mais caros do Brasil
Divulgação
Mercedes-AMG GT R: superesportivo de sangue quente aparece entre os carros mais caros do Brasil

O "Diabo Verde", como foi convenientemente apelidado, é a versão mais cara e insana do monstro devorador de asfalto. Com motor V8 biturbo (pressão de 1,35 bar), de 585 cv e brutais 71,9 kgfm de torque a partir de meros 1.900 rpm, o AMG GT R promete grudar as costas do afortunado que desembolsar R$ 1,2 milhão por ele nos confortáveis bancos concha. O alto valor cobrado justifica a aparição dele entre os carros mais caros vendidos no Brasil.

LEIA MAIS: Honda Civic Si: cupê esportivo de verdade

De acordo com a própria Mercedes-AMG, o GT R vai de 0 a 100 km/h em apenas 3,6 segundos, podendo atingir 318 km/h. A melhor parte é que nós já aceleramos essa fera durante seu evento de lançamento, no ano passado, e você pode conferir mais detalhes sobre seu comportamento em pista na avaliação que pode ser acessada no link abaixo.

LEIA MAIS: Aceleramos o Mercedes-AMG GT R de R$ 1,2 milhão

4 - Rolls-Royce Wraith - R$ 3,85 milhões

Rolls-Royce Wraith: cupê  é um dos mais caros da marca inglesa no Brasil. Lá fora, um dos ilustres donos é o cantor Seal
Divulgação
Rolls-Royce Wraith: cupê é um dos mais caros da marca inglesa no Brasil. Lá fora, um dos ilustres donos é o cantor Seal

Se você quiser desembolsar mais um pouco por um sedã ultraluxuoso, o Rolls-Royce Wraith pode ser a pedida certa. Como a própria marca diz, você não compra um Rolls-Royce, você encomenda um, como uma obra de arte única. E o Wraith tem todos os atributos para ser comparado a uma delas.

O acabamento interno cobreado, com revestimentos em couro premium, dá o ar da graça com o teto “shooting star” (que imita um céu estrelado). Como alguns devem saber, os animais que emprestam seu couro para os revestimentos da Rolls-Royce são criados em pastos sem arame farpado, para que o produto final não tenha imperfeições.

Quem conduz as ações da marca britânica no Brasil é a importadora Via Itália, que também trabalha com modelos de Ferrari, Lamborghini e Maserati. Em sua linha de sedãs, composta também por Ghost e Phantom, o Rolls-Royce Wraith parte de R$ 3,85 milhões.

3 - Ferrari 812 Superfast - R$ 4 milhões

Ferrari 812 Superfast: faltam apenas quatro meses para conhecermos o novo modelo da marca de Maranello
Divulgação
Ferrari 812 Superfast: faltam apenas quatro meses para conhecermos o novo modelo da marca de Maranello

A F12 Berlinetta deu adeus ao mercado para ser substituída pela endiabrada 812 Superfast. E não vai demorar muito tempo até que tenhamos o nosso primeiro contato com ela, pois a marca já confirmou que o lançamento será uma das atrações no Salão do Automóvel, entre os dias 8 e 18 de novembro, no São Paulo Expo.

Neste caso, trata-se do motor dianteiro mais potente da história da Ferrari. São nada menos que 789 cv, extraídos de 6.5 litros de cilindrada, distribuída em 12 cilindros em V. E para chegar a toda essa potência não usaram nenhum tipo de sobrealimentação, ao contrário dos modelos GTC4 Lusso, California T e 488 GTB.

LEIA MAIS: onheça 5 supercarros dos craques da Copa do Mundo na Rússia

Conforme os números divulgados pela fabricante, o novo supercarro é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em meros 2.9 segundos, podendo atingir insanos 340 km/h. A 812 Superfast também será vendida pela Via Itália por R$ 4 milhões. Mas o preço, é claro, poderá variar conforme a saúde financeira do País e a indexação do dólar.

2 - Lamborghini Aventador SuperVeloce - R$ 5 milhões

Lamborghini Aventador SV: foi o carro mais caro do Brasil por alguns meses, até ser desbancado pelo primeiro colocado
Divulgação
Lamborghini Aventador SV: foi o carro mais caro do Brasil por alguns meses, até ser desbancado pelo primeiro colocado

Apenas um Aventador SuperVeloce circula no Brasil, pertencente ao empresário Marcelo Torquato. O SV conta com motor 6.5 V12 de 760 cavalos, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 2,8 segundos e atingir velocidade máxima de 350 km/h. É o carro mais caro produzido em série que roda no Brasil atualmente.

O Aventador SuperVeloce é a versão topo de linha do superesportivo. Foi apresentada pela primeira vez ao público no Salão de Genebra (Suíça), em março de 2015. Vem com várias partes de fibra de carbono, o que o torna mais leve e ágil que as demais versões. As operações da Lamborghini também são conduzidas pela Via Itália, sendo que a versão SuperVeloce custa R$ 5 milhões.

1 - McLaren Senna - R$ 8 milhões

McLaren Senna ao lado do piloto Bruno Senna, que virou embaixador da marca inglesa no Brasil
Divulgação
McLaren Senna ao lado do piloto Bruno Senna, que virou embaixador da marca inglesa no Brasil

O McLaren Senna é o carro mais caro já vendido na história do Brasil, mas há uma história interessante por trás deste marco inesquecível. Em 2010, um Bugatti Veyron foi colocado à venda por absurdos R$ 9 milhões. Considere a inflação e estabilidade econômica da época, um valor muito elevado até os dias de hoje. Evidentemente, ninguém se interessou em fechar negócio.

LEIA MAIS:  Os supercarros mais legais apreendidos pela Polícia Federal

Pulamos para 2017, no início das operações da McLaren no Brasil. Antes mesmo da concessionária localizada na zona sul de São Paulo (a terceira na América Latina) ficar pronta, a marca inglesa já havia concretizado a venda de dois modelos Senna. Foram R$ 8 milhões para cada uma. Uma delas irá para Brasília (DF) e a outra ficará em São Paulo, capital.

O novo superesportivo que aparece entre os carros mais caros do Brasil tem motor V8. 4.0, de 800 cv e 81,6 kgfm de torque, números suficientes para acelerar de 0 a 100 km/h em meros 2,6 segundos, ou atingir 200 km/h em 6,8 s, ou ainda os primeiros 400 metros em apenas 9,9 segundos. "Foi o carro mais impressionante, próximo de um modelo de competição, que já dirigi até hoje" , contou Bruno Senna, sobrinho de Ayrton e atual embaixador da marca no Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.