Tamanho do texto

Em meio a vários lançamentos interessantes, alguns chamaram atenção pelo lado negativo. Saiba quais foram os deslizes das fabricantes durante o ano

Todo ano há grandes promessas que não se concretizam. No cinema, “Han Solo - Uma História Star Wars” ficou muito aquém do esperado no quesito bilheteria. Foram US$ 392,8 milhões que não empolgaram as autoridades da Disney. No futebol, a Copa Libertadores se desenhava para mais uma vitória do Boca Juniors, mas os Azul y Oro acabaram vendo o maior rival perseverar na competição. Sem falar, é claro, na seleção brasileira no mundial da Rússia. Mas indústria automotiva também não fica atrás nos micos de 2018.

LEIA MAIS: Conheça os 5 SUVs mais esperados para 2019

Colocar uma expectativa pesada acerca de alguns lançamentos também pode causar decepção. Com o fim das folhas do calendário e o apagar das luzes, a reportagem do iG Carros elege os cinco micos de 2018 , contando com os modelos que prometiam ser mais do que realmente foram. Acompanhe a lista.

LEIA MAIS: Confira 5 modelos que serão clássicos no futuro

1 - Peugeot 5008 1.6 Griffe Pack

Peugeot 5008 não conseguiu fugir da lista dos micos de 2018, mesmo sendo um dos melhores da categoria
Divulgação
Peugeot 5008 não conseguiu fugir da lista dos micos de 2018, mesmo sendo um dos melhores da categoria

O SUV de sete lugares da marca francesa não é exatamente o que pode ser considerado um sucesso no mercado. Lançado em março, o Peugeot 5008 até agora nem aparece na lista dos 40 utilitários esportivos mais vendidos, de acordo com o ranking da Fenabrave (Federação dos Distribuidiores de Veículos). As vendas fracas estão bem longe de um dos líderes do segmento, o VW Tiguan, que fica com uma média de mil unidades vendidas por mês. 

Isso não significa que seja um carro ruim. Muito pelo contrário. Seu modelo de cinco lugares, o 3008, foi eleito como O Carro do Ano na Europa em 2017. As coisas ficaram um pouco mais complicadas com a chegada do novo VW Tiguan Allspace, que levou a melhor em nosso comparativo. O motor 1.6 turbo a gasolina do Peugeot é um velho conhecido dos brasileiros, com 165 cv e 24,5 kgfm de torque a 1.400 rpm.

2 - Renault Sandero 1.0 GT Line

Renault Sandero GT-Line entra para a lista dos micos de 2018 por surgir em uma nova versão 1.0
Divulgação
Renault Sandero GT-Line entra para a lista dos micos de 2018 por surgir em uma nova versão 1.0

Se pudéssemos enumerar uma lista dos maiores micos que uma fabricante de veículos pode cometer, lançar uma versão esportiva “fake” encabeçaria as primeiras posições. Todos apostam em visual esportivo, com adesivos e até uma ou outra diferença mais marcante. A mecânica, por outro lado, é tocada para escanteio. O pênalti mais recente foi da Renault, que apesar de contar com o incrível Sandero R.S, decidiu lançar uma versão GT Line com motor 1.0, de três cilindros.

LEIA MAIS: Veja as 5 principais novidades que vão estrear no Brasil em 2019

A versão 1.6 não arrancava sorrisos, mas até que poderia passar no julgamento de alguém menos criterioso. Chamar um modelo equipado com motor 1.0 de GT Line, por outro lado, é quase um sacrilégio com a marca que garantiu uma vitória nas 24 Horas de Le Mans de 1978, com o Alpine A442.

LEIA MAIS: Veja os 5 sedãs médios que mais desvalorizam no Brasil

3 - VW Jetta 1.4 Comfortline

O VW Jetta trocou de geração, mas perdeu um pouco do antigo prestígio. Entra para a lista dos micos de 2018
Renato Maia/Falando de Carro
O VW Jetta trocou de geração, mas perdeu um pouco do antigo prestígio. Entra para a lista dos micos de 2018

Algumas decepções doem no coração. O VW Jetta sempre foi um exemplo de dirigibilidade, conforto e desempenho, mas não conseguiu retribuir muitos desses atributos na linha 2019. Mesmo com uma plataforma mais moderna (a MQB utilizada no Golf), o Jetta ficou abaixo das expectativas, perdendo até mesmo um comparativo para o Toyota Corolla em nosso site.

LEIA MAIS: Jetta x Corolla: novato é capaz de vencer o líder isolado em vendas?

Isso mostra também que a VW está tirando o pé da categoria dos inflacionados sedãs médios para investir em categorias compactas. O próprio Jetta da antiga geração já sofria com uma certa canibalização contra o Virtus. Apesar do bom motor 1.4, de 150 cv, sentimos que falta disposição para acelerar em baixas rotações. Confira o comparativo, no link acima, para mais informações.

4 - Citroën C4 Lounge 1.6 THP

Outro sedã médio que acabou ficando entre os micos de 2018 foi o Citroën C4 Lounge.  A reestilização não ajudou
Divulgação
Outro sedã médio que acabou ficando entre os micos de 2018 foi o Citroën C4 Lounge. A reestilização não ajudou

Este ano também marcou a divisão do mercado de sedãs médios em duas castas: as atualizadas (que trabalharam na promoção de novos modelos nos últimos três anos e já passam dos R$ 100 mil), e as atrasadas (preservando produtos defasados na casa dos R$ 85 mil). Enquanto Toyota, Volkswagen, Honda e Chevrolet possuem modelos fresquinhos e renovados em suas linhas, Citroën e Mitsubishi continuam investindo em carros que já sentem o peso da idade.

LEIA MAIS: Seria um adeus? Conheça 5 carros que poderão sair de linha em 2019

No caso do Citroën C4 Lounge, ainda tivemos uma reestilização baseada no modelo chinês. Mas nem isso serviu para aumentar o ânimo do público, tampouco suas vendas. De acordo com a Fenabrave, a marca francesa emplacou 3.124 unidades do modelo entre janeiro e novembro. Comparando com os 23 mil emplacamentos do Civic, ou os incríveis 53 mil unidades do Corolla vendidos no mesmo período, o desempenho o sedã da marca francesa no mercado é ruim.

LEIA MAIS: Saiba quais foram os 10 carros mais vendidos do mundo durante 2018

5 - Chery Arrizo 5

Chery Arrizo 5 ficou abaixo dos outros lançamentos da Caoa durante o ano, aparecendo entre os micos de 2018
Divulgação
Chery Arrizo 5 ficou abaixo dos outros lançamentos da Caoa durante o ano, aparecendo entre os micos de 2018

A Caoa Chery está fazendo um trabalho irretocável com sua nova linha de veículos, mas decidiu entrar no segmento de sedãs com a intenção de manter os clientes que compraram um QQ ou um Celer e ainda não estão prontos para levar um SUV. Mas, pelo menos levando em conta as primeiras impressões que tivemos na pista da fábrica de Anápolis (GO), o Arrizo 5 ainda precisa evoluir para fazer frente a rivais como  VW Virtus, Fiat Cronos e Toyota Yaris Sedan.

LEIA MAIS: Conheça os 10 melhores carros que andamos ao longo do ano

 O carro vem com motor 1.5 turbo, de 150 cv (o mesmo do Chery Tiggo 5X ), mas sofre para ganhar velocidade em retomadas, sem contar o isolamento acústico que permite que som do motor fique alto na cabine. Outro pênalti entre os micos de 2018 é não contar com ajuste de profundidade no volante, mas a Chery já nos informou que vai trabalhar para corrigir este detalhe no futuro. O modelo é feito no Complexo Industrial de Jacareí (SP), onde também são feitos os modelos QQ e Tiggo 2.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.