Tamanho do texto

Entre as perdas, estão 17 feridos e um morto. Ainda com poucos detalhes, até onde se sabe, um 918 Spyder e o terceiro 356 mais antigo foram atingidos

Porsche
Divulgação
Coleção com 80 Porsche foi danificada com explosão à gás, junto a outros 15 edifícios ao redor

Com uma morte e 17 feridos já confirmados, a coleção multimilionária de 80 carros da Porsche — considerada por muitos como "a melhor das Américas" — ficou parcialmente destruída após uma explosão de gás em um em Durham, na Carolina do Norte (Estados Unidos). Ainda sem confirmação sobre o número de carros danificados, no total, pelo menos 15 edifícios nas redondezas do prédio — que inclui o local onde está a coleção — também foram afetados pela explosão.

LEIA MAIS: Dez carros da Porsche, que são do co-fundador do WhatsApp, vão a leilão; veja

918 Spyder
Divulgação
918 Spyder é um dos mais exclusivos que estão entre os prejudicados. Com 887 cv, chega aos 100 km/h em 2,5 segundos

Para se ter uma ideia do quão importante era essa coleção, há algum tempo, a própria Porsche a descreveu como “uma visão de tirar o fôlego sobre a história do design automotivo”. Conforme lamentou o proprietário dos Porsche Bob Ingram: “Os nossos sentimentos e orações vão para as famílias afetadas por esse desastre. Desejamos uma recuperação rápida para todos os feridos".

LEIA MAIS: Porsche 911 Turbo S 993 é fabricado do zero, com peças originais

Vale lembrar que, apesar do acidente ter sido inevitável, houve uma mobilização das forças de segurança, bem como alertas para a evacuação dos que estavam na zona de perigo. Os efeitos da explosão sobre a garagem resultaram em danos no telhado, ocasionando o seu colapso e os danos materiais. Até onde se sabe, um 918 Spyder e o terceiro 356 mais antigo remanescente foram atingidos.

LEIA MAIS: Primeiro carro da Porsche é refeito pela fabricante. Veja fotos e detalhes

Outra calamidade automotiva do tipo nos EUA

Aos que se lembram, em fevereiro de 2014, 8 exemplares do Corvette caíram em um buraco que se abriu no Museu Nacional do Corvette, em Kentucky. A vala, de cerca de 12 metros de largura para 9 metros de profundidade, apareceu por volta das 5h30 (do horário local). A coleção é a mais relevante para a GM, devido à exclusividade e a raridade dos exemplares.

LEIA MAIS: Porsche 901 raro é restaurado e vai para o museu da fabricante, na Alemanha

Entre os modelos que despencaram, estavam um Corvette C1 preto 1962 última série, ZR-1 Blue Devil 2009, PPG Pace Car 1984, ZR-1 Spyder 1993, White 1 Millionth 1992 (a unidade 1 milhão produzida), a unidade 1,5 milhão de 2009, Z06 Mallet Hammer 2001, e um Ruby Red 1993 — modelo comemorativo dos 40 anos do Corvette.

LEIA MAIS: Novo Porsche 911: lendário cupê beira a perfeição na linha 2020

Na época, Strode, o diretor do museu, afirmou que não é possível avaliar o valor total dos carros danificados. Dos oito carros que caíram, seis foram doados ao museu por fãs e dois pertencem à GM – o ZR-1 Spyder e o Blue Devil. O museu possui uma frota de mais de 30 Corvettes exclusivos. Felizmente — tal como esperamos que ocorra com os Porsche —  muitos deles já foram restaurados e foram colocados de volta à exposição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.