Tamanho do texto

Esportivo híbrido será um dos mais tecnológicos do evento, entre os dias 8 e 18 de novembro. Saiba mais detalhes do supercarro elétrico

BMW i8 Roadster certamente será admirado no Salão do Automóvel, por seu arrojo e tecnologia de ponta
Divulgação
BMW i8 Roadster certamente será admirado no Salão do Automóvel, por seu arrojo e tecnologia de ponta

Se entre os carros que deverão roubar cena no Salão do Automóvel estão supercarros como  Lamborghini Huracán Performante, Ferrari 488 Pista, McLaren Senna, Lamborghini Urus e até o grandalhão Rolls Royce Cullinan, mais um modelo entrou para a seleta lista dos mais caros e exclusivos. Desse modo, a BMW apresentará o esportivo BMW i8 Roadster no evento que acontece entre os dias 8 e 18 de novembro Por aqui, passará a oferecer o modelo por aqui sob encomenda em 2019, mas ainda falta a confirmação do preço que será cobrado. O que se acredita é algo mais do que os R$ 800 mil cobrados atualmente pelo i8 cupê.

LEIA MAIS: VW confirma: terá picape conceitual, nova rival da Toro, no Salão do Automóvel

O Salão do Automóvel todo poderá conhecer o esportivo híbrido plug-in com um motor a combustão, de 1.5 litro de cilindrada, três cilindros, turbo, com 231 cv e um elétrico, de 143 cv. Juntos, fazem com que o carro acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,6 segundos e atinja a velocidade máxima de 250 km/h. Sozinho, o motor elétrico tem autonomia de apenas 53 km, mas, segundo a BMW, o carro precisa de pouco mais de 2 horas para carregar 80% da bateria.

LEIA MAIS: Veja as 5 principais novidades da Volkswagen no Salão do Automóvel de São Paulo

Arrojo e tecnologia futurista no Salão do Automóvel

A potência do motor a combustão é transmitida para as rodas traseiras pelo câmbio automático de 6 marchas, enquanto o elétrico impulsiona as rodas dianteiras. Para gerenciar a força dos dois motores simultaneamente, o sistema de tração integral xDrive entra em ação, distribuindo para as quatro rodas. Com isso, seu comportamento nas curvas ganha bastante capacidade, em função da maior aderência e controle.

LEIA MAIS: Você se lembra das estrelas do Salão do Automóvel de 2008?

Um dos fatores que contribuem tanto para o aumento de desempenho quanto para a redução do consumo de combustível é que a velocidade máxima apenas com motor elétrico passou de 70 km/h para 105 km/h, já que, acima disso, o motor a combustão entra em ação automaticamente. O rendimento do roadster comparado ao cupê é apenas minimamente inferior, mesmo com o peso dos mecanismos da capota.

LEIA MAIS: As tendências do presente e do futuro vão estar no Salão do Automóvel

O roadster tem espaço para o motorista e só mais um acompanhante, enquanto o bagageiro tem 92 litros de capacidade. O esportivo tem volante e bancos concha com ajuste elétrico e memorização que envolvem os ocupantes, quadro de instrumentos digital e acabamento interno de couro. Quem quiser mais esportividade, pode comprar como opcionais rodas de liga leve de 20 polegadas que são 2 kg mais leves do que na versão cupê.

LEIA MAIS: Começam as vendas de ingressos para o Salão do Automóvel 2018

A tecnologia aplicada ao BMW i8 Roadster vem dos conhecimentos adquiridos pela versão conversível da Série 4, da qual partilha muitos componentes relacionados à capota, aos mecanismos de subida e descida, bem como o procedimento dessas ações.

LEIA MAIS: Aceleramos o raro Fiat Coupé no Autódromo de Interlagos. Assista ao vídeo

A capota pode ser erguida em velocidades de até 50 km/h e leva 15 segundos para se encaixar por completo em seu compartimento superior. O que se espera é o que supercarro elétrico chame atenção do público no   Salão do Automóvel .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.