Tamanho do texto

Lista inclui utilitários esportivos nacionais e importados, médios e compactos. Veja o que achamos de cada um deles

O segmento de SUVs continua sendo o que mais cresce atualmente em vendas. De acordo com os dados da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), na comparação do acumulado de janeiro a maio de 2017 com o mesmo período deste ano, a participação dos utilitários esportivos nas vendas passou de 21,6% para 24,2%. Mas quais são os melhores SUVs?

LEIA MAIS: Veja 5 SUVs que você nem lembra que são vendidos no Brasil

As vendas de SUVs tem sido tão significativas em relação a outros segmentos que estão chegando próximo dos haches pequenos, que geralmente abrange um volume de modelos com preços mais em conta e, portanto, mais acessíveis. De qualquer forma, na lista abaixo, mostramos qual foram os melhores SUVs , de até R$ 150 mil, que mais gostamos depois das nossas avaliações. 

1 – Nissan Kicks S 1.6 manual – R$ 72.990

Nissan Kicks:  SUV simples, mas bem acertado mostra agilidade no dia a dia sem gastar muito combustível
Carlos Guimarães/iG
Nissan Kicks: SUV simples, mas bem acertado mostra agilidade no dia a dia sem gastar muito combustível

O SUV mais em conta da lista tem entre os destaques o pacote opcional que inclui controles de estabilidade e tração, oferecido por R$ 1.200, o que não está disponível nos rivais na mesma faixa de preço. Com o ele o carro fica mais seguro, mantendo a relativa leveza que acaba ajudando na agilidade e na economia de combustível. Com uma interessante relação entre peso e potência de 9,7 kg/cv, o carro mostra certa facilidade em acelerar, frear e ir de um lado para o outro nas curvas.

LEIA MAIS: Nissan Kicks 1.6 manual: versão mais em conta não faz feio no dia a dia

O que também agrada é a boa posição de dirigir, além da direção com assistência elétrica bem acertada como parte do conjunto que torna o Kicks bom de dirigir. Entre os itens de segurança, há ancoragem iSOFIX para cadeiras infantis, além do duplo airbag exigido por lei.

2 - Hyundai Creta 1.6 automático – R$ 88.090

Hyundai Creta 1.6 Plus automático agrada pelo bom isolamento acústico, e pela boa lista de equipamentos de série
Divulgação
Hyundai Creta 1.6 Plus automático agrada pelo bom isolamento acústico, e pela boa lista de equipamentos de série

 Entre os SUVs compactos, o modelo da marca coreana se mostrou o mais bem acertado no cômputo geral, além de contar com uma relação entre custo e benefício interessante. Entre os itens de série da versão Pulse Plus 1.6 automática há multimídia com tela sensível ao toque com GPS embutido, rodas de aro 17, ISOFIX, sistema Stop-Start, monitoramento da pressão dos pneus, faróis auxiliares de neblina, manobra do câmbio revestida de couro, entre outros itens.

LEIA MAIS: Hyundai Creta Pulse Plus 1.6:  andamos na versão mais interessante do SUV

Na estrada, o que impressiona é o bom isolamento acústico, mesmo em velocidades mais altas. Além disso, o carro não mostra vibração e agrada pela eficiência do conjunto mecânico que inclui motor 1.6, flex, de 130 cv e câmbio automático de seis marchas. E na cidade, a suspensão que absorve bem as irregularidades do piso é o principal destaque. Na hora de estacionar, a câmera de ré e os sensores no para-choque traseiro dão uma ajuda valiosa.

3 – VW Tiguan AllSpace 1.4 – R$ 129.990

VW Tiguan da nova geração ficou com dinâmica bem refinada como parte do conjunto mais eficiente
Divulgação
VW Tiguan da nova geração ficou com dinâmica bem refinada como parte do conjunto mais eficiente

 A nova geração do SUV da marca alemã se tornou um dos mais recomendáveis hoje em dia. Com a nova plataforma MQB, o utilitário esportivo ficou mais eficiente e equilibrado, além de mais espaçoso. A distância entre-eixos ficou 185 mm maior e o porta-malas pode levar generosos 710 litros na versão de cinco lugares.

LEIA MAIS: Volkswagen Tiguan Allspace enfrenta Peugeot 5008, ambos com sete lugares

A nova estrutura, em conjunto com o motor 1.4 turbo,flex, de 150 cv e o câmbio manual de seis marchas deixou o carro com uma dinâmica mais refinada, bom de contornar curvas e ágil em qualquer situação. O cluster digital e configurável, bem como a boa central multimídia com GPS estão entre os principais destaques do utilitário esportivo trazido do México.

4– Kia Sportage 2.0 flex – 139.490

Kia Sportage surpreende pela boa dinâmica, ergonomia bem acertada e pelo arrojo das linhas. Mas poderia gastar menos
Divulgação/Kia
Kia Sportage surpreende pela boa dinâmica, ergonomia bem acertada e pelo arrojo das linhas. Mas poderia gastar menos

 A não ser pelo consumo de combustível acima do ideal, o SUV coreano nos surpreendeu em vários aspectos. Já começa pelo desenho arrojado, assinado pelo designer alemão Peter Schreyer, vindo da Audi. Depois, pela boa ergonomia, com todos os comandos bem localizados e fáceis de serem acionados. A central multimídia que exibe até videos em MP4 é outro ponto positivo do carro que tem uma lista generosa de itens de série.

LEIA MAIS: Jeep Compass x Kia Sportage: acompanhe essa briga boa de titãs

Ao rodar, o SUV voltou a agradar por se dar bem no piso mal conservado na maioria das nossas vias no Brasil. Não raspa a parte de baixo em valetas e lombadas, contorna curvas em segurança e anda em silêncio. Além disso, transmite segurança nas frenagens e garante boa visibilidade, inclusive a proporcionada pelos retrovisores.

5 – Jeep Compass Longitude Diesel – R$ 148.990

Jeep Compass com  motor a diesel e câmbio de 9 marchas anda bem e gasta pouco, além de ter o porte ideal
Divulgação/Jeep
Jeep Compass com motor a diesel e câmbio de 9 marchas anda bem e gasta pouco, além de ter o porte ideal

 É o SUV mais caro da lista, mas o único a diesel, o que garante boa relação entre desempenho e consumo. De fato, o 2.0, sobrealimentado, gera 170 cv e bons 35,7 kgfm de torque a meros 1.750 rpm. Isso significa que há boa força desde as primeiras marcações do contagiros para ultrapassagens rápidas e seguras gastando pouco combustível com ajuda do câmbio automático de 9 marchas.

LEIA MAIS: Aventureiro de verdade: aceleramos o Jeep Compass Diesel

Além do bom conjunto mecânico, o Compass a diesel tem o porte ideal, o que leva a um bom espaço interno sem ser grande demais para estacionar nas vagas apertadas de shoppings e condomínios. Ponto positivo também para a lista de equipamentos com tração 4x4, bancos de couro, rodas de aro 18, ar-condicionado bizone, entre outros itens que tornam o Jeep um dos melhores SUVs à venda atualmente no Brasil.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.