Tamanho do texto

Conceito K-Ze deverá ser um dos carros elétricos mais baratos do mundo

A Renault apresentou no Salão de Paris o protótipo elétrico de um compacto que se assemelha ao Kwid. Sua proposta, tal como a do subcompacto, é de ser um modelo acessível. Batizado de K-Ze, na prática, trata-se de um Kwid elétrico que será destinado ao mercado global. Entretanto, antes mesmo de podermos imaginar um desses rodando por aqui, a montadora já afirmou que não há planos de comercializá-lo no Brasil.

LEIA MAIS: Salão de Paris tem novidades que estarão no Brasil. Veja galeria de imagens

Já os chineses estão com mais condições de receberem a variante do  Kwid elétrico  ainda em 2019. A Renault também mira o mercado europeu, mas apenas em 2021, com a versão de produção bem próxima do conceito revelado no Salão de Paris . Vale lembrar que o K-Ze não é essencialmente um Renault Kwid, uma vez que ainda apresenta diferenças na carroceria e em outros componentes para adaptar o trem de força elétrico.

LEIA MAIS: Peugeot revela cupê conceitual elétrico e autônomo no Salão de Paris

Menor elétrico do Salão de Paris

Público europeu do Salão de Paris cada vez mais procura praticidade. Desse modo, o K-Ze promete vir para ficar
Divulgação
Público europeu do Salão de Paris cada vez mais procura praticidade. Desse modo, o K-Ze promete vir para ficar

Se para os europeus o Zoe é considerado um modelo caro, a montadora quer que mais pessoas estejam convencidas a andar de carro elétrico . Logo, o Renault K-Ze virá para se tornar o menor de todos, tanto em dimensões quanto nos preços. O subcompacto terá sensores e câmera de estacionamento traseiro, além de tela multimídia com sistema de navegação e serviços conectados. A autonomia prometida com apenas uma carga das baterias é de 250 km.

LEIA MAIS: Perua da Peugeot, a nova 508 SW, é apresentada no Salão de Paris

Sua base é a plataforma CMF (Common Module Family), construída pela aliança Renault Nissan, e que atualmente dá vida ao popular Renault Kwid. Apesar disso, a montadora afirma que o modelo foi todo adaptado para receber o trem de força elétrico, com mudanças na suspensão e nos eixos.

LEIA MAIS: Novo SUV francês DS 7 Crossback terá versão híbrida no Salão de Paris

O
Divulgação
O "Renault kwid elétrico" tem como objetivo ser o maior rival do Nissan Leaf, o elétrico mais vendido do mundo

Segundo Carlos Ghosn, presidente da marca francesa, a montadora também irá produzir um Clio híbrido plug-in, além de versões híbridas de Captur e Mégane. Todos chegarão ao mercado europeu em meados de 2020.

LEIA MAIS: Audi SQ2 é uma das maiores atrações alemãs do Salão de Paris

Os lançamentos são os próximos passos de eletrificação da Renault, que investe nesse segmento há mais de uma década. Lembrando que o pequenino Zoe é o segundo eletrificado mais vendido na Europa, atrás apenas do Nissan Leaf, o líder mundial. Podemos mencionar ainda o Twizy, utilizado por algumas empresas no Brasil.

LEIA MAIS: Novo BMW Série 3 finalmente chega e é revelado no Salão de Paris

Ainda em sua apresentação no Salão de Paris , o CEO da marca anunciou planos futuros para novos serviços nos carros que serão lançados em próximas ocasiões. O projeto chamado de “Augmented Editorial Experience” é vendido como uma experiência imersiva, por combinar serviços de conectividade e de mídia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.