Pelo menos enquanto os índices de isolamento na cidade de São Paulo continuarem abaixo de 60% o prefeito Bruno Covas vai manter o chamado e polêmico "super rodízio" municipal, que carros com placas de final par têm a circulação permitida apenas em dias pares e os com o último número ímpar em dias ímpares. Com isso, pelo menos teóricamente, tira das ruas metade da frota todos os dias.

Não vamos entrar no mérito da eficácia ou não da medida. Só vale lembrar que os poucos e caros modelos elétricos e híbridos que são vendidos no Brasil atualmente continuam isentos do rodízio , contanto que tenham sido emplacados na capital paulista.

Além disso, o híbrido mais em conta hoje em dia é o Toyota Corolla Altis , que não sai por menos de R$ 134.990. Se considerar os apenas elétricos, o JAC iEV20 é o que pesa menos do bolso, mas tem preço sugerido de R$ 139.990. Confira a seguir o que temos no mercado, por ordem alfabética.

Audi A6 -a partir de R$ 439.990

Audi A6
Divulgação
Audi A6 2020 é um sedã de luxo, altamente sofisticado, que passa dos R$ 400 mil no Brasil


A marca alemã acaba de lançar no Brasil o SUV elétrico e-tron por R$ 499 mil, com alto índice de sofisticação, a ponto de dispensar os retrovisores externos convencionais, substituídos por câmeras e pequenas telas de alta resolução instaladas nas laterais do interior do carro.

Mas, o modelo híbrido mais em conta é o sedã de luxo A6, capaz de fazer até 18 km/l na estrada com ajuda do motor elétrico que funciona com o a combustão, de 340 cv. A marca também tem outros modelos eletrificados, como A7 Sportback e o SUV Q8.

BMW i3 - a partir de 205.950

BMW i3
Divulgação
BMW i3 tem estrutura de fibra de carbono e design arrojado, mas custa bem acima do ticket médio que o brasileiro pode pagar

O modelo híbrido ou elétrico mais em conta da fabricante com sede em Munique (Alemanha) é o pequeno e sofisticado i3, com estrutura de fibra de carbono e deseign bastante arrojado. Seu motor elétrco tem nada desprezíveis 170 cv e 25,5 kgfm de torque. Faz 0 a 100 km/h em apenas 7,2 segundos e autonomia em torno de 300 km. Na linha BMW existem outros eletrificados: da Serie 3,5 e 7.

Chevrolet Bolt - a partir de R$ 209.900

Bolt
Divulgação
Chevrolet Bolt EV demorou para chegar ao Brasil, mas estreou na versão com mais de 400 km de autonomia

O modelo 100% eletrico da GM vem importado dos EUA e com autonomia acima de 400 km, comforme a fabricante. O carro esbanja sofisticação, bancos com ventilação, multimídia MyLink com tela de 10”, quadro de instrumentos digial, sistema de áudio da renomada Bose, carregamento de celular por indução e câmera 360°, entre outros itens.

JAC iEV20 - a partir de R$ 139.990

JAC iV20
Divulgação
JAC Motors oferece o compacto como o elétrico mais em conta disponível atualmente no Brasil


o hatch compacto, que chegou a ser avaliado pela reportagem de iG Carros. A JAC diz que o iEV20 é capaz de rodar 400 km com apenas uma carga completa - com ciclo NEDC, ar-condicionado desligado e o modo de condução “low” que limita sua velocidade a 63 km/h. Além desse modelo, a fabricante tem o iEV40 e o iEV60.

Jaguar I-Pace - a partir de R$ 466.950

Jaguar I-Pace
Divulgação
Jaguar I-Pace é considerado um dos melhores elétricos do mundo, mas custa quase meio milhão de reais no Brasil

Um dos melhores carros elétricos do mundo também já passou pelo nosso crivo, mas foi feito para muito poucos. Desempenho de tirar o fôlego, acabamento primoroso e muita sofisticação fazem parte das principais características do modelo com dois motores elétricos de 200 cv, um em cada eixo.

Lexus CT200h - a partir de R$ 165.990

Lexus CT
Divulgação
Lexus CT 200 h não é tão sofisticado e arrojado como os demais modelos da marca, mas cumpre seu papel

Uma espécie de Prius de luxo, vem com motor 1.8 e outro elétrico e potência combinada de razoáveis 136 cv.É o suficiente para garantir certa agilidade nas ultrapassagens no modo Sport, selecionado pelo botão giratório no centro do console central.

Com centro de gravidade baixo, o CT200h também tem a boa estabilidade como aliada numa tocada mais animada. Segundo dados do Inmetro, faz 15,7 km/l na cidade e 14,2km/l na estrada. É apenas um dos vários outros híbridos da marca japonesa, como UX, NX, RX, ES e LS.

Mercedes Classe C 200 EQ Boost - a partir de R$ 221.900

Mercedes Classe C
Divulgação
Mercedes Classe C é um híbrido leve, que tem apenas motor elétrico que ajuda o 1.5, a combustão


O sedã tem apenas um motor elétrico que dá um impulso ao 1.5 a combustão, tornando-o mais econômico e com boa dose de força. São bons 28,5 kgfm de torque, forçaÉ força suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos, de acordo com a fabricante.

O que não empolga muito é a questão do consumo. Conforme o Inmetro, o carro faz 9,5 km/l na cidade e 10,2 km/lna estrada. Não é o único eletrificado da marca no Brasil, que tambpem conta com modelos da Classe E, CLS, S, além do SUV EQC 400 4Matic.

Mini Coutryman SE Hybrid - a partir de R$ 219.990

Mini
Carlos Guimarães/iG
Mini Countryman SE pode ser plugado na tomada para recarregar as baterias, com estilo irreverente

Além do estilo irreverente, o Mini Countryman SE agrada quando o assunto é eficiência energética. Além disso, tem estilo ousado e bom nível de equipamentos, o que inclui multimídia conectada à internet entre vários outros itens. Pelo dados do Inmetro, o consumo na cidade fica em 19km/l, marca que cai para 17 km/l na estrada, onde a autonomia teórica e, trechos rodoviários fica em bons 612 quilômetros com o uso combinado do motor elétrico com o a combustão.

Nissan Leaf - a partir de R$ 195 mil

Nissan Leaf
Divulgação
Nissan Leaf tem a menor autonomia entre os modelos 100% elétricos disponíveis no Brasil


Movido apenas por motor elétrico , o carro é vendido em apenas sete concessionárias no Brasil, sendo sendo duas na capital paulista, uma no Rio de Janeiro e as restantes no sul do País. Até agora, o Nissan é o modelo elétrico disponível no Brasil com a menor autonomia. São 240 quilômetros, distância que cai logo ao ligar o ar-condicionado.

Porsche Cayenne Hybrid - a partir de R$ 435 mil

Porsche
Divulgação
Porsche Cayenne e-Hybrid tem até suspensão pneumática com três níveis de ajuste entre os equipamentos


A marca alemã famosa pelas vitórias no automobilismo mudial tem o SUV híbrido que faz 17km/l na cidade, comforme o Inmetro. E que também é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 5,8 segundos, com ajuda do conjunto de 416 cv. É bem sofisticado, com suspensão pneumática com três níveis de ajuste, som de alta fidelidade entre outros itens. Mas tudo isso custa (muito) caro.

Renault Zoe - R$ 147.990

Renault Zoe
Divulgação
Renault Zoe ainda não é vendido na nova geração no Brasil, onde os híbridos e elétricos ainda são meros coadjuvantes


Único elétrico da marca, ainda disponível na geração anterior a que está sendo vendida na Europa. É um veículo simples e apertado, na mesma filosofia dos subcompactos que visam mais a funcionalidade que qualquer outra característica. Pode rodar em torno de 300 km com carga total e tem motor de 92 cv.

Toyota Corolla Altis Hybrid - a partir de R$ 134.990

Toyota Corolla
Divullgação
É o carro eletrificado mais em conta hoje em dia no Brasil, fabricado em Indaiatuba (SP), com com mecânica importada do Japão


É o eletrificado mais em conta disponível hoje em dia no Brasil, feito em Indaiatuba (SP), mas com conjunto mecânico importado do Japão. Não é à toa que é líder de vendas do segmento. Segundo o Inmetro, pode fazer 16,3 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada quando abastecido com gasolina. No etanol, o número vai para 10,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada. Mas leva longos 11 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h. A Toyota também tem o SUV RAV4 e o Prius como híbridos a oferecer.

Volvo XC40 Hybrid - a partir de R$ 229.950

Volvo XC40
Divulgação
Volvo XC40 eletrificado será o único da categoria a permitir carregamento em tomadas de energia. Ainda está em pré-venda no Brasil


Quanto a este, trata-se do inédito T5 Twin Engine FWD, que tem dois motores: um elétrico, com 82 cv e outro turbo, a gasolina, com 1,5L e 180cv. Combinados, produzem 262 cv de potência e 42,5 kgfm. É a versão topo de linha do SUV, que está em período de pré-venda no Brasil e ainda teremos a oportunidade de avaliar com mais detalhes para completar a lista de modelos elétricos e híbridos que já experimentamos.

    Veja Também

      Mostrar mais